Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/06/2014

Família decide demolir casa após ser aterrorizada por supostos fenômenos sobrenaturais

casa-demolida-exorcismoUma família decidiu demolir sua casa, localizada na zona rural de um município do Rio Grande do Sul, após fenômenos estranhos tirarem o sossego dos moradores do local. De acordo com o G1, os moradores relatam que ouviam barulhos de socos nas paredes, e que pedras caem no telhado e dentro da casa, mesmo com as portas e janelas fechadas. Até mesmo um ritual de exorcismo foi feito no local, mas nada surtiu efeito.

 

Na casa morava um casal com três filhos, um menino de 8 anos e duas meninas, de 11 e 15 anos. Quando os estranhos fenômenos começaram a acontecer na casa, a família acionou a Brigada Militar.

 

– Jogavam pedras na casa, como uma chuva. A gente chamava a polícia. Ela vinha, olhava por tudo e não enxergava nada. A casa [estava] toda fechada e enchia de pedra dentro. Depois que acalmou um pouco as pedras, começaram a virar os roupeiros – conta o casal, que preferiu não ser identificado.

 

Além das pedras, a filha mais velha do casal começou a apresentar um comportamento estranho e, segundo a família, estaria sob influência de algum espírito.

 

– Um dia, o espírito levou ela para cima da casa, jogou-a para baixo e quebrou a telha – disse a mãe.

Indo ao local, os policiais não teriam conseguido encontrar nenhuma explicação para o caso. Eles afirmam ter presenciado os fenômenos e afirmaram estar espantados com o ocorrido.

 

– Vimos pedras sendo jogadas ou caindo em cima do telhado da casa, nas paredes. O detalhe é que não quebrava a telha. Nas paredes, não ficava sinal nenhum dessas pedras – relatou o Sargento João Aquino.

 

Os fenômenos assustaram também os vizinhos da família. Segundo reportagem do Teledomingo, pessoas próximas da família tentaram levá-los para outros lugares, mas os estranhos fenômenos teriam acontecido também nesses lugares.

 

– Todo mundo está com receio. Deu para ver vários fenômenos, como pedras aparecendo sem ninguém jogar e objetos dentro de casa se movendo sem ninguém tocar. Utensílios domésticos saíram de um lugar para o outro. A gente procurou socorrer a família de várias maneiras. O fenômeno acabou acontecendo lá também conta o agricultor Valdir Antônio Marquioro, que vive perto da casa onde os estranhos fatos aconteceram.

 

Os estranhos acontecimentos chegaram ao conhecimento da assistência social do município, que designou uma equipe para tentar ajudar a família. A psicóloga Ariane dos Santos afirma que se trata de um problema psíquico na família, mas ressaltou que ela e sua equipe não iram comentar sobre os relatos de pedras voando na residência.

 

– Nós até teríamos uma explicação técnica e científica. Não vamos falar a respeito de fatos, de pedras voando. O que pode estar acontecendo é no âmbito psíquico. A partir daí, estamos voltando o tratamento para essa família – explicou a psicóloga.

 

O caso chegou também ao conhecimento do médium Nelson Júnior Paz, que afirma ter exorcizado a filha mais velha do casal, que segundo sua mãe estaria sob algum tipo de influência espiritual.

 

– O espírito se afastava da menina quando a gente chegava perto da casa. Então, eu me retirei para que ele baixasse nela e eu pudesse fazer o exorcismo. Também perguntei por que ele estava perturbando aquela menina, o que acontecia. A todo momento, ele dizia que queria a vida dela ou a propriedade de volta – afirmou o médium.

 

Após o ritual de exorcismo, o casal decidiu se mudar do local, e demolir a casa onde os estranhos fenômenos teriam aterrorizado sua família. O pai afirmou que foi a primeira vez em toda sua vida que viu algo do tipo, e declarou que ele e sua família só querem paz.

 

A família está agora sob os cuidados da assistência social do município, e a Federação Espírita do Rio Grande do Sul também está acompanhando o caso.

 

Gospel +