Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/12/2017

Feira de Santana bate recorde com a compra de R$ 1,7 milhão no Programa de Aquisição de Alimentos

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) desenvolvido pelo Governo Municipal, através da Secretaria do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Settdec), atingiu a sua marca recorde, no terceiro bimestre do ano, ao superar a compra de R$ 1,7 milhão da produção de gêneros diretamente das mãos de 570 agricultores familiares.

 

A iniciativa, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social, possibilitou a aquisição de 247 toneladas de alimentos, que foram simultaneamente repassados a 27 mil pessoas consideradas em estado de vulnerabilidade social e insegurança alimentar, nas zonas urbana e rural do Município.

 

Na cesta de produtos consta feijão, farinha de mandioca, fubá de milho, abóbora, aipim, batata doce, alface, cebolinha, coentro, couve, salsa, beiju, broa e biscoitos sequilhos.

 

A triagem das 102 entidades socioassistenciais beneficiadas passou pela avaliação técnica de quinze unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), e de três unidades do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

 

A logística de coletas e distribuições de alimentos se deu através de um caminhão baú do PAA, com apoio da equipe técnica e da parceria de apoio de dois veículos furgões do Programa Mesa Brasil, coordenado pelo SESC/SENAC.

 

Dentre as entidades sociais beneficiadas encontram-se o Dispensário Santana, APAE, AAPC AFAS, Lar do Irmão Velho, Fundação Senhor dos Passos, Fundação Cultural Educadora Restauração Aprisco, Associação Feirense de Síndrome de Down, Associação Tia Berna, Associação Comunitária do Povoado de Caboronga de Bonfim de Feira, Associação Comunitária de Caatinga, Associação Comunitária de Gameleira.

 

As associações comunitárias rurais da Mantiba, São Cristóvão, do Povoado de Tanquinho, moradores da Fazenda Brandão, Pedra de Jacó, Presidente José Sarney, Semeadores em Cristo; Centro Comunitário Luz e Labor, Centro de Convivência D. Zazinha, CEACRE, Conselho Comunitário de Jaguara, Instituto Antônio Gasparine, Núcleo Cultural Educacional e Social Odungê, Palácio de Acolhimento ao Menor de Feira de Santana e União Baiana de Cegos.

 

O secretário do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior, enfatizou que “o governo municipal se mantém atento à dinamização das ações de garantia do direito cidadão à alimentação segura e nutricional, e ao estímulo da produção de alimentos dos agricultores familiares, gerando emprego e renda, pilar do fortalecimento da economia sustentável local”.

 

Previsão para 2018

 

De acordo com Borges Júnior, as ações deste Programa continuarão em 2018, com a previsão de aquisição de 135 toneladas de alimentos no primeiro semestre, através das compras estimadas em mais de R$ 1 milhão, em negociação direta com os agricultores familiares de Feira de Santana.