Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 28/04/2017

Feira de Santana:16º Casamento Coletivo inscreve até junho

Em sua 16ª edição, o Casamento Coletivo, desenvolvido pelo Governo Municipal através do projeto de inclusão Família Cidadã em parceria com o Poder Judiciário, está com as inscrições abertas até o próximo dia 9 de junho, das 8h às 12h e das 14h às 17h. Os interessados devem se dirigir à sede da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso), à rua Leolinda Bacelar, 464, Kalilândia.

 

As inscrições foram abertas no dia 24 deste mês e já contam com 45 inscritos. Destes, conforme o chefe de Gabinete e coordenador do projeto, Carlos Leão, cinco casamentos serão antecipados este ano em função dos noivos estarem com as certidões de nascimento com data de validade expirando, já que atualmente o documento somente é válido durante seis meses e foram emitidos em outros estados, tornando inviável o deslocamento de seus titulares.

 

O secretário de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, ressalta a importância da iniciativa do Governo Municipal em parceria com a Justiça visando dar oportunidade às pessoas de baixo poder aquisitivo de oficializarem a união conjugal, sem terem despesas com o evento. Os órgãos promotores do evento cobrem todas as despesas com local, juízes, padres e pastores, além da cerimônia em local amplo e com capacidade para receber todos os convidados.

 

Ildes Ferreira informa também que o projeto Família Cidadã destina-se a casais que estejam em situação de vulnerabilidade econômica e que residam na zona urbana ou rural de Feira de Santana, por pelo menos um ano comprovadamente. “Os reconhecidamente vulneráveis economicamente devem assinar uma declaração, que será encaminhada ao Cartório Civil”, explica.

 

O edital para o Casamento Coletivo está disponível no site da Prefeitura de Feira de Santana até o dia 9 de junho, pelo endereço www.feiradesantana.ba.gov.br. No ato das inscrições os casais deverão apresentar toda documentação necessária: cópia e original da Carteira de Identidade; do CPF; da Certidão de Nascimento (atualizada últimos seis meses); comprovante de residência do mês anterior no nome do noivo ou de seus pais (água, luz ou telefone); declaração de aluguel ou cópia do contrato de aluguel registrado em cartório ou declaração do proprietário do imóvel. No caso de divorciado, além de todos os documentos acima, também a certidão de casamento atualizada com averbação do divórcio (últimos seis meses).

 

Secom