Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 25/11/2014

Feira ocupa do 16º lugar no Brasil em violência contra jovens negros

24112014191211O Seminário “Racismo, nem Por um segundo” discutiu na tarde desta segunda-feira, 24, no auditório João Batista Cerqueira, da Secretaria Municipal de Saúde, a violência que tem como principais vítimas jovens entre 15 e 29 anos de idade, a maioria negros. Feira de Santana não escapa dessa realidade e ocupa o décimo sexto lugar no Brasil e o sexto lugar na Bahia.
Geovan Bantu, do Fórum Juventude Negra, apresentou dados do governo federal segundo os quais, “existe uma concentração de homicídios em um número relativamente pequeno de cidades”. São nada menos do que 70% dos crimes em apenas 142 dos mais de cinco mil municípios brasileiros. “A Bahia é hoje o estado com maior número de municípios dentro do mapa da violência no Brasil”, ressaltou o articulador do Plano Juventude Viva da Secretaria Nacional da Juventude (Fiocruz).
O palestrante defendeu a prevenção à violência contra a juventude negra, que segundo ele está estruturada em quatro eixos: “desconstrução da cultura de violência, transformação dos territórios afetados com atividades de cultura, esporte e lazer, garantia de direitos e enfrentamento do racismo nas instituições que se relacionam com os jovens”.

 

O representante da Secretaria de promoção da Igualdade Racial do governo do estado, Caruso Costa, disse que “as políticas públicas pela igualdade racial passam necessariamente por uma maior participação dos municípios”. E elogiou o trabalho que é desenvolvido em Feira de Santana neste setor. “Gostaríamos de poder contar com mais fóruns de promoção da igualdade racial, por enquanto são apenas 90 de um total de 417 municípios no estado”, enumerou. A mesa de discussão contou ainda com os professores Antonio Anunciação e Juciara Alves, da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs).