Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 27/05/2018

Filho é suspeito de matar a mãe a facadas em ritual de magia negra, afirma polícia

Um caso trágico está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em Palmas, no Tocantins. Na última terça-feira (15), Delma França Carvalho Paulino, uma professora de 42 anos, foi encontrada morta dentro do banheiro da sua própria casa, com sinais de oito facadas.

 

O irmão da vítima disse a Polícia que a deixou em casa junto com seu filho, de 17 anos, e a namorada, antes de sair para trabalhar na manhã do crime. Na manhã desta segunda-feira (21) o Delegado Guido Camilo colheu o depoimento da namorada do rapaz, de 16 anos.

 

Segundo Camilo, a adolescente detalhou como tudo aconteceu: “Depois de enforcá-la ele [o filho] cortou o pescoço [da mãe], desferiu uma facada no coração dela e por fim os dois levaram o cadáver para o banheiro e colocaram sal para conservar o corpo”, teria dito a jovem.

 

Chamou atenção dos policiais a utilização de sal sobre o corpo da vítima. Segundo o Delegado, a jovem confirmou se interessar por magina negra, junto com o namorado: “Ela e o outro infrator eram praticantes, a gente imagina, de magia negra. Mas segundo ela, só se interessava pelos estudos direcionados a magia e não praticava”, disse Camilo.

 

Ainda segundo o Delegado, a garota afirmou que ela e o namorado ouviam vozes mandando matar a professora, supostamente, para acabar com algum sofrimento: “Ela me disse que a vítima estava sendo pressionada a deixar a casa onde morava. Diante disso, eles planejaram o crime. Compraram barraca e mochilas para fugir, no dia anterior ao crime”, disse o investigador.

 

Nas redes sociais, Amanda Carvalho, outra filha da vítima que mora em Anápolis, fez um desabafo: “Minha mãezinha linda. Meu ponto de equilíbrio. Não sei como será a minha vida sem você. Não posso acreditar que fizeram isso com a senhora. Te amo, para sempre te amarei”, escreveu ela, segundo informações do G1