Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/03/2017

Fundação Hospitalar lança campanha de prevenção ao câncer do colo uterino

Todas as mulheres que têm ou já tiveram atividade sexual devem se submeter ao exame preventivo, principalmente aquelas com idade entre 25 a 64 anos. Através deste exame, que é obtido o diagnóstico do câncer do colo uterino – parte do útero localizado no final da vagina. Para sensibilizar as mulheres a realizar o preventivo e combater o câncer do colo uterino, o Centro Municipal de Prevenção ao Câncer Romilda Maltez (CMPC) deu início, na manhã desta segunda-feira, 13, a campanha Março Lilás.

 

Na abertura, a delegada Clécia Vasconcelos, titular da Deam, proferiu palestra sobre a violência contra a mulher, ressaltando a importância da denúncia. Também foi servido um café da manhã. A campanha prossegue até o dia 17, uma sexta-feira, com atendimento à população feminina por livre demanda, com consulta de enfermagem, coleta citológica, abordagem sindrômica e encaminhamentos.

 

A diretora-presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, Gilberte Lucas, afirmou que se houver demanda os atendimentos do Março Lilás poderão ser prorrogados até o final do mês. “Vamos priorizar também os resultados para que todas as mulheres submetidas aos exames recebam o quanto antes”, disse.

 

A dona de casa Maria Angélica de Souza, 52 anos, participou dá abertura do Março Lilás. Ela afirma que realiza o preventivo anualmente. “Sei dá importância desse exame para minha saúde”.

 

Chances de cura

 

O câncer do colo do útero demora anos pra se desenvolver. A alteração das células que dão origem a esse câncer são facilmente identificadas no preventivo. Conforme a doença avança, os principais sintomas são sangramento varginal, corrimento e dor

.

A principal causa é a infecção por alguns tipos de vírus chamado HPV – Papiloma Vírus Humano. Fatores como início precoce dá atividade sexual, a diversidade de parceiros, o fumo e a má higiene íntima podem facilitar a infecção. Quando descoberto em sua fase inicial, as chances de cura são de 100%. O preventivo deve ser realizado a cada seis meses.

 

A coordenadora do CMPC, Kenia Lasse, afirma que a campanha do Março Lilás faz parte também das ações que marcam as comemorações pelo Dia Internacional da Mulher – 8 de março.

 

 

Secom