Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 28/12/2016

Gil processará homem que o chamou de ‘macaco filho da p*’ em postagem na internet

IMAGEM_NOTICIA_5 (3)O cantor e compositor Gilberto Gil conseguiu liminar no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, obrigando o Facebook e o site Pensa Brasil (Rede Brasil) a removerem os boatos de que ele teria criticado a atuação do juiz Sérgio Moro. O prazo para a exclusão do conteúdo é de 48 horas, conforme noticiado pelo Jornal O Globo. A falsa informação veiculada na internet apontava que o cantor chamava Moro de “juiz fajuto”, rendendo comentários racistas proferidos contra Gil.

 

O artista, representado pela advogada Leticia Provedel , ainda vai processar o internauta Hernandes dos Reis, por ter comentado na suposta postagem do cantor, que ele era um “macaco filho da puta”. Gilberto Gil passa uma temporada em sua casa do Rio de Janeiro, enquanto faz, uma vez por mês, o tratamento de insuficiêncial renal no Hospital Sírio Libanês de São Paulo.