Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 23/06/2014

Governo deposita R$ 2 milhões para tratar bebê nos EUA

10489625_797512713601386_9168868209130593279_nO Ministério da Saúde anunciou que depositou R$ 2.248.000,00 em conta judicial para custear o tratamento da bebê Sofia Gonçalves de Lacerda, de cinco meses, que sofre de uma síndrome rara que impossibilita o funcionamento do sistema digestivo.

 

A família precisou recorrer à Justiça para garantir que a União custeasse o tratamento em um hospital dos Estados Unidos, já que o transplante multivisceral que a menina precisa se submeter não é realizado no Brasil.

 

O Ministério da Saúde afirmou que tem cumprido a decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), e já providenciou a cotação do voo de Unidade de Terapia (UTI) aérea e a emissão de passaportes da criança e de acompanhante, no prazo estipulado de 72 horas. A pasta também informou que recebeu o laudo médico atestando as condições clínicas da menina para viajar do Hospital Samaritano em Sorocaba, no interior de São Paulo, onde Sofia está internada.

 

A remoção agora depende da transferência dos recursos ao hospital em que será realizado o tratamento, o Jackson Memorial Medical Center, em Miami. O valor corresponde ao custo do transplante e aos dois anos de tratamento em que a menina será submetida nos Estados Unidos. Mas a resposta do Ministério da Saúde é apenas uma das lutas que a menina venceu. O desafio ao chegar em solo americano será de encontrar um doador compatível, o que deve acontecer entre três e seis meses. O diretor da unidade hospitalar em Miami, Rodrigo Vianna, afirma que as chances de sobrevivência no país deste problema são de 80%.

 

As informações são do Bahia Notícias.