Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 19/04/2016

Grande procura nos postos pela vacina contra Influenza

1842016185914

O movimento nos postos de saúde de Feira de Santana foi intenso desde o início da manhã desta segunda-feira, 18. Em alguns deles, a procura pela vacina contra a gripe Influenza começou antes da abertura dos portões, às 8h. A Secretaria Municipal de Saúde distribuiu o imunizante em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e de Saúde da Família (PSF).

 

A vacina previne contra os vírus da influenza tipo B, H1N1 e H3n2. Deverão receber a dose, 80% do público alvo, formado por 128 mil pessoas – pouco mais de cem mil. Os técnicos afirmam que em duas ou três semanas o vacinado aumenta a sua resistência contra a doença.

 

Na Unidade Básica de Saúde – CASSA, duas equipes de técnicos de enfermagem estão vacinando. Deverão ser imunizadas crianças com idade a partir de seis meses e menor de cinco anos, gestantes, quem tem a partir de 60 anos, puérperas – a mulher que pariu há até 45 dias – trabalhadores da saúde, índios, adolescentes entre 12 e 21 anos que cumpram medidas socioeducativas, presos e funcionários do sistema prisional.

 

Também estão sendo vacinados os portadores de doenças crônicas não transmissíveis – diabetes e hipertensão. Nestes casos, as pessoas devem apresentar prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina.

 

A aposentada Jurany de Andrade Oliveira, 80 anos, foi um das primeiras a garantir sua proteção no Centro de Assistência Social Santo Antônio. “Não me descuido da saúde. Sei que a vacina é a melhor forma de prevenção contra a gripe. Todo ano compareço na unidade”, contou.

 

Também preocupada com a saúde do filho Bruno, de apenas dois anos, a pedagoga Flávia Souza compareceu na unidade logo no primeiro dia da campanha. “Vim aqui protegê-lo do vírus que está se espalhando. A dor que ele sentiu com a ‘furadinha’ é para o bem dele”, afirmou. A campanha nacional iniciada hoje segue até o dia 22 de maio.

 

PREVENÇÃO

 

A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

 

À população em geral, o Ministério da Saúde recomenda alguns cuidados simples que podem evitar a doença, como lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal, principalmente durante o período de maior circulação viral, entre os meses de junho e agosto.

 

Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

 
Secom