Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 07/11/2017

Grupos conservadores protestam contra Judith Butler no local da palestra

Um grupo de manifestantes contrários à palestra de Judith Butler ficou em frente ao Sesc Pompeia, em São Paulo, durante várias horas. Eles encerraram o protesto perto das 13 horas, mas dentro do local, a palestra transcorreu normalmente.

 

Segundo a imprensa, o grupo de cerca de 50 pessoas gritavam palavras de ordem, além de reclamar dos “comunistas e esquerdistas”. Havia faixas e cartazes com dizeres como “Menino nasce menino #XoJudith”, “Não à ideologia de gênero” e “Meus filhos, minhas regras”. Um boneco com o rosto de Butler chegou a ser queimado.

 

A motivação do protesto contra Butler é por ela ser a criadora da chamada ‘ideologia de gênero’. “O brasileiro não aceita a depravação da nossa cultura”, assegurou um membro do protesto no megafone.

 

Celene de Carvalho, que participava da manifestação, explicou a motivação: “Estamos aqui em defesa do brasileirinho, que tem o direito de ser criança.” Lembrou ainda que Judith Butler “é personificação da ideologia de gênero, uma falsa acadêmica que defende uma falsa ideologia.”

 

Além de membros de grupos conservadores como o São Paulo Tem Jeito, haviam pessoas ligados a grupos cristãos. “Ela é um símbolo da ideologia de gênero e protestamos pelo fato de ela ter guarita num local que recebe verbas públicas”, afirmou Daniel Martins, coordenador de campanhas do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, em referência ao Sesc.

 

Embora o tema da palestra de Judith nesta terça não ser sobre gênero, Martins diz que isso não muda o que a vinda da filósofa representa: “Ela declarou que é preciso discutir gênero nas escolas e reclamou dos grupos conservadores.”

Butler participa até dia 9 do seminário “Os Fins da Democracia”, onde deverá falar a favor dos palestinos, tema de seu livro mais recente, que critica Israel. A petição on-line, criada no site CitizenGo reuniu mais de 300 mil assinaturas pedindo o cancelamento do evento. Mas isso não foi levado em conta pelos organizadores.

 

GOSPEL PRIME