Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 09/06/2015

Hackers invadem site do pastor Marco Feliciano e publicam imagem de Jesus em bandeira gay

hackers-site-pastor-marco-felicianoO site do pastor Marco Feliciano (PSC-SP) foi invadido por hackers do ativismo gay no último domingo, 07 de junho, e exibiu, por algumas horas, uma imagem com críticas à mensagem cristã e um ataque pessoal ao pastor.

 

“Marco Feliciano, você acaba de […] aparelho excretor. Abaixo o preconceito”, dizia o texto ofensivo ao pastor, assinado pelo grupo Protowave, logo abaixo de uma montagem, que usava uma representação de Jesus Cristo com o rosto de um homem negro e o logotipo da empresa de cosméticos O Boticário, sobre um fundo com as cores da bandeira gay.

 

A notícia da invasão do site do pastor foi veiculada por diversos sites do portal Uol, como o do jornal Folha de S. Paulo e da rádio Jovem Pan, o que incomodou o pastor: “O que mais esperar deste país? A imprensa divulgando um crime e apoiando, incentivando a trolagem? Parabéns”, escreveu em seu perfil no Twitter.

 

Posteriormente, Feliciano tratou de responder ao ataque cibernético dos ativistas gays: “Parabéns também aos hackers-gays financiados por ONGs que se alimentam dos cofres públicos, por destilarem sua intolerância e seu preconceito. Me sinto honrado de mais uma vez ter sido escolhido por esta turma, isso mostra que meu trabalho em proteger a família precisa continuar!”, afirmou o pastor.

 

Na sequência, o deputado federal ainda defendeu-se da acusação indireta de ter a mesma opinião que o pastor Silas Malafaia no tema da empresa de cosméticos O Boticário: “A intolerância dessa patrulhada é tão grande que mal perceberam que nunca toquei no assunto Boticário. Não falei nada, não retuitei nada, não postei nada! Luto, defendo, denuncio quando há algo que coloque crianças em risco, famílias em risco. Nunca falei nada do Boticário. Mas me acusam do que não fiz”, escreveu Feliciano.

 

Gospel +