Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 12/07/2017

“Hoje sou filha do Deus vivo, serva de Jesus”, diz Ângela Bismarchi sobre nova fase

Desde que Ângela Bismarchi se converteu ao cristianismo em 2016 e se batizou no final de janeiro deste ano, no Rio de Janeiro, a modelo tem vivido uma nova fase em sua vida.

 

Parte de sua nova perspectiva está registrada no livro “Maria Madalena, Mulher de Deus”, que está sendo escrito por ela em parceria com o marido, Wagner de Moraes. A obra explora a vida da personagem bíblica, que foi uma das discípulas mais dedicadas de Jesus Cristo.

 

“Me identifico com ela, pois Maria Madalena era pecadora, vivendo uma vida distante de Deus, como eu. Mas quando teve um encontro com Jesus, sua vida foi transformada, se tornando uma discípula de Jesus. Isso também aconteceu comigo”, disse Ângela à revista Quem Acontece.

 

Em seu livro, Ângela discorda das teorias que apontam Maria Madalena como esposa de Jesus e prostituta, já que não há qualquer fundamento bíblico para sustentar estes argumentos.

 

“Já fui rotulada também. As pessoas sentem prazer em rotular as outras”, afirmou. “Isso ocorre constantemente comigo e também com muitos que vivem uma vida atual diferente da do passado. Por mais que me rotulem, eu sei quem sou. Hoje filha do Deus vivo, serva de Jesus. Este é o meu novo eu, amo Jesus, frequento a Igreja e quero viver uma vida debaixo dos propósitos de Deus”.

 

Mudanças

 

Assim como a Bíblia relata que sete demônios foram expulsos do corpo de Maria Madalena, Ângela afirma que foi libertada por sua nova fé. “Como eu tinha uma vida distante de Deus, era consequentemente habitação de demônios. Tais demônios, que ficaram no meu passado, conduziam muitas atitudes erradas minhas, entre elas posar nua em revistas famosas e expor meu corpo, minha nudez”.

 

Dentre outros arrependimentos, Ângela abandonou a autoria de livros eróticos. “Penso somente em escrever algo que mostre para as pessoas que Deus pode transformar radicalmente a vida de alguém, como mudou a de Maria Madalena, a minha e a do meu marido”, disse a modelo.

 

Ângela também revelou que a conversão fortaleceu sua união com Wagner e santificou a vida sexual do casal. “A Bíblia diz que as mulheres têm de sujeitar-se a seu marido como convém a quem está no Senhor. Jesus diz: ‘Não se recusem um ao outro, exceto durante certo tempo para dedicarem-se à oração. Depois unam-se de novo, para que Satanás não os tente’”.

 

GUIAME