Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 25/07/2016

Igreja é investigada por faixa com versículo de Levítico

9344cf9a-1aae-453e-bd4f-3c4f940942ea

Uma igreja evangélica em Porto do Sauípe (BA) está sendo investigada pelo Ministério Público Estadual por conta de uma faixa que condena a prática homossexual.

 
Por ter usado o versículo de Levítico 20:13 que fala que o homem que se deitar com outro homem será morto, a igreja será acusada de sugerir a morte a homossexuais.

 

Foi um morador da cidade que passou pela igreja e viu a placa que resolveu fazer a denúncia, segundo informações dadas ao G1 pela promotora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio dos Direitos Humanos do MP-BA, Márcia Teixeira.

 
Uma segunda placa da igreja também será alvo de investigação por dizer: “Você é livre para fazer suas escolhas, mas não é livre para escolher as consequências”.
O caso está nas mãos do promotor criminal Dário Kist que vai apurar os fatos e analisar se um inquérito civil será ou não aberto contra a igreja Congregação Batista Bíblica Salém, dona das placas.

 

O pastor responsável pela igreja é Milton França, que já foi ouvido e afirmou que o texto bíblico não incita a violência e nem ameaça os homossexuais como estão acusando.

 

“Eu fiz o que de errado? Onde está o meu erro? Eu transcrevi aqui. É a palavra de Deus”, afirmou ele que vai esperar a decisão da Justiça sobre o caso.

 

Mas para a promotora a situação é grave e deve ser punida. “A liberdade religiosa, o direito à manifestação religiosa, não autoriza ninguém a fazer apologia ao crime”, disse ela.

 

 
GOSPEL PRIME