Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 22/07/2015

Igreja manda cobrança de dízimo a membros “devedores”

unnamed (3)Mas uma mulher de Tampa, Flórida, passou por uma situação constrangedora. Ela recebeu uma carta da Igreja Batista Primitiva Monte Moriá, onde costumava congregar. Tratava-se de uma cobrança no valor de mais de 1000 dólares. O montante cobriria o que a igreja esperava receber como contribuição mínima de seus membros durante um ano.

 

Caso contrário, ela seria “desligada” do rol.Quem costuma frequentar a igreja está acostumado a ver o anúncio do momento de dízimos e ofertas durante o culto. Geralmente, as pessoas doam o que desejam, independentemente de ser ou não membro daquela congregação.

 

Candace Petterson é mãe solteira e começou a frequentar a Monte Moriá quando se mudou para o atual endereço, cerca de seis meses atrás. “As pessoas sempre foram muito simpáticas comigo, e eu realmente gostava de estar lá”, disse.

 

Contudo, ao receber a carta, entendeu que havia uma expectativa por parte da igreja que ela não tinha condições de arcar.

 

“Para ser um membro efetivo e ter o direito de votar, os adultos precisam contribuir com no mínimo 50 dólares por mês”, diz Petterson. A carta explicava ainda que a igreja estava com dívidas e anualmente fazia uma coleta de aniversário, onde cada membro precisava dar 250 dólares.

 

Outro evento regular da congregação era o chamado “dia de Moriá”, onde se doava mais 150 dólares por pessoa.
Quando a senhorita Petterson deu uma entrevista à rede de TV ABC, relatando o que sentiu ao receber a cobrança, gerou grande polêmica. Segundo a emissora, Candaca não foi a única a receber a carta de cobrança e estariam saindo da igreja por causa disso.

 

Com informações de Urban Christian News