Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/07/2014

Igreja Universal teria proibido roupas curtas e decotadas entre apresentadoras da Record, diz jornalista

sabrina-record-e1404222651568A Igreja Universal do Reino de Deus estaria cobrando das apresentadoras da Record o uso de roupas mais comportadas, evitando decotes generosos e saias muito curtas.

 

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a recomendação é feita de forma expressa, e algumas das apresentadoras e atrizes da emissora teriam sido avisadas de forma mais específica.
A preocupação com o figurino das funcionárias da Record seria motivado pelo constante uso da imagem das estrelas da emissora em campanhas da Igreja Universal, além de vídeos que muitas vezes são veiculados em reuniões da denominação.

 

“As convocações da Igreja envolvendo artistas do canal vão além das participações em causas sociais. Muitos não conseguem fugir de entrevistas em rádios, jornais e programas de TV do grupo religioso”, noticiou a jornalista Keila Jimenez, em sua coluna Outro Canal, no site da Folha.

 

Audiência

 

A Record atravessa um momento de baixa audiência por conta da Copa do Mundo, transmitida pelas emissoras Globo e Band, que registraram crescimento no número de telespectadores, enquanto a TV do bispo Macedo teve uma queda no Ibope.

 

O problemas com a audiência estão interferindo inclusive nos produtos mais bem-sucedidos da emissora, como a minissérie Milagres de Jesus, que na última quarta-feira, 25 de junho, registrou seu recorde negativo de audiência, marcando apenas 5,1 pontos no Ibope. Em sua estreia, o programa marcou 10,4 pontos, e foi elogiado pelo público e pela crítica devido ao capricho na produção.

 

Em virtude da baixa audiência que a emissora vem registrando, a emissora decidiu reprisar outra minissérie bíblica exibida recentemente e com bom desempenho de audiência: José do Egito.

 

A reprise será exibida no horário do programa Me Leva Contigo, que será remanejado para a faixa das 23h30, já que apesar de ser uma novidade, também não tem conseguido atrair os telespectadores da Record.

 

Gospel +