Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/07/2017

Igrejas inspiram governo a aprovar lei para ajudar moradores de rua, na Bahia

Na última segunda-feira (10) o governador do Estado da Bahia, Rui Costa sancionou uma lei que instituiu a Semana Estadual do Mutirão de Natal. A iniciativa foi um ato de reconhecimento público ao projeto solidário realizado por igrejas adventistas que atuam na região e que mobilizam pessoas voluntárias para doar alimentos durante todo o ano, ganhando mais força no período natalino.

 

O material arrecadado é direcionado para entidades assistenciais, creches, asilos e moradores de rua em comunidades vulneráveis. A Lei No. 13.740 entrou em vigor para todo o Estado baiano após ser publicada no Diário Oficial.

 

“Fica instituída a Semana Estadual do Mutirão de Natal, a ser comemorada a partir do primeiro sábado do mês de agosto de cada ano, com o objetivo de arrecadar doações, tais como alimentos, roupas e brinquedos, que serão distribuídos em comunidades carentes durante os festejos natalinos”, registra o artigo primeiro do documento oficial.

 

Mutirão de Natal

 

O projeto de arrecadação de alimentos surgiu de movimentos ligados ao Mutirão de Natal e de entidades que dão apoio a campanha anual, como a ADRA Brasil. Anteriormente, uma primeira lei havia sido aprovada pela Assembleia Legislativa. Quem a registrou foi o deputado estadual Aderbal Caldas.

 

Segundo o diretor regional da agência humanitária adventista para Bahia, Luiz Fernando, a lei instituída pelo governo será importante para potencializar a mobilização em torno da gincana solidária. “Vai ser uma oportunidade para mobilizar a ação solidária para aumentar o apoio e suporte ao projeto”, declarou.

 

Solidariedade

 

A iniciativa do governo foi celebrada também pelo pastor Geovani Queiroz, presidente da Igreja Adventista em Bahia e Sergipe. Para ele, será uma chance de ampliar a agenda da solidariedade da Igreja. O Mutirão de Natal é um projeto assistencial desenvolvido anualmente pela Igreja Adventista, através da Adra – Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais.

 

O processo de arrecadação conta com a participação de membros e amigos da igreja, cujo objetivo é recolher doações como alimentos, roupas e brinquedos, que serão distribuídos em comunidades carentes e entidades de assistência social. Várias outras ações sociais fazem parte do Mutirão de Natal, a exemplo de visitas a orfanatos e hospitais, reparação de moradias, campanha de doação de sangue, entre outras.

 

GUIAME