Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 09/05/2015

Irã proíbe cortes de cabelos e tatuagens considerados diabólicos

20130613131103648rts1No Irã os homens não poderão escolher corte de cabelo arrepiado, pois para alguns religiosos o estilo é um sinal de adoração ao demônio. Essa semana o governo iraniano resolveu proibir de vez esse tipo de corte e também aproveitou para proibir tatuagens e outros adornos masculinos.

 

Toda moda ocidental que tenta entrar no país o governo entende como uma afronta à religião e por isso tenta impedir seus cidadãos de copiá-la. “Penteados de adoradores do diabo estão agora proibidos”, disso Mostafa Govahi, chefe da União dos Barbeiros do Irã à agência de notícias ISNA.

 

A decisão não interfere apenas no direito do cidadão de escolher seu penteado, mas também no dono do salão que pode ter a licença revogada por estar “violando os regulamentos do sistema islâmico”.
Os salões de cabeleireiro que permitiram seus clientes de saírem de lá com o “corte do diabo” já foram identificados e serão punidos. Govahi acusa os barbeiros ilegais de oferecerem esses cortes “espetados” e tratamentos estéticos aos seus clientes.

 

“Normalmente os barbeiros que fazem esse tipo de trabalho não possuem licença. Eles já foram identificados e serão punidos”, garantiu.

 

Além do corte de cabelo arrepiado, o Irã também proibiu tatuagens, tratamentos de bronzeamento artificial e depilação de sobrancelhas. Esses procedimentos viraram tendência entre os jovens iranianos e o país resolveu proibi-los.

 

RICARDO MORAES / REUTERS