Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 17/06/2015

Isaías rebate fala do deputado Irmão Lázaro

DSC_00021-630x300O vereador Isaías de Diogo (PPS), nesta terça-feira (16), utilizou a tribuna da Casa da Cidadania para rebater uma declaração dada pelo deputado federal Irmão Lázaro (PSC), durante uma reunião ocorrida, na última segunda-feira (15), no auditório do Hotel Ibis, em Feira de Santana, onde foi debatida a segurança pública e a redução da maioridade penal. O evento foi promovido pelo referido deputado.

 

Inicialmente, Isaías destacou a importância da participação do Legislativo em debates de interesse público. “Ontem, nós estivemos em um evento do deputado federal Lázaro, onde a pauta da reunião foi a redução da maioridade penal, matéria que está tramitando em Brasília, no Congresso Nacional. Estivemos ali acompanhando, pois é importante vereadores participarem de um evento como este”, avaliou.

 

O vereador explicou o que foi dito por ele durante a reunião. “Pedi uma fala para explanar o meu pensamento, pois avalio que os deputados estão lutando para mudar a maioridade penal, para que os adolescentes e crianças, a partir de 14 anos, sejam punidos pelas suas ações. Disse aos presentes que é muito fácil as pessoas quererem mudanças, mas eles – me referi ao Congresso – precisam dar exemplo, porque nunca vi na história política maior índice de corrupção”, afirmou.

 

Ele disse que diante da sua declaração, o Irmão Lázaro se pronunciou. “O deputado Lázaro pegou a palavra, me parabenizou pelo discurso, mas foi infeliz quando disse que na Casa da Cidadania existem ladrões, que era para prender os ladrões de lá e os ladrões daqui da Câmara de Vereadores”, relatou.

 

Ainda defendendo seu posicionamento, Isaías continuou. “Já que querem punir os adolescentes, essas pessoas precisam dar exemplo, são envolvidos com tantas coisas. Para eles só os infratores são os menores? E o que eles fazem lá não é roubo, não é morte? Porque tiram os recursos da União para a questão da saúde, da segurança, da educação, e investem em coisas pessoais. Então, eles têm que ser punidos também”, afirmou.

 

Isaías de Diogo acredita que a resposta do deputado Lázaro foi em virtude do calor da emoção. “Acredito que foi no momento do calor, mas, ele errou em ter falado isso. Eu não vejo motivo para ele chamar os vereadores desta Casa de ladrões. Quem não deve não teme e a carapuça não pegou para nós”, enfatizou.

 

Em aparte, o vereador David Neto (PTN) criticou o deputado e garantiu que é honesto. “Se o que Vossa Excelência (Isaías) falou foi verdadeiro, Lázaro está errado. Eu não sou ladrão”, afirmou o edil.

 

Também em aparte, o vereador José Carneiro (PSL) disse que o erro partiu de Isaías e de Lázaro. “Entendo que todos erraram. O assunto era segurança pública e o senhor (Isaías) foi falar de corrupção no Congresso, mas um erro não conserta o outro e o deputado foi infeliz. Acho que houve falta de respeito do deputado para com esta Casa, como também do vereador para com a Câmara dos Deputados”, pontuou.

 

A vereadora Eremita Mota (PDT), também em aparte, lembrou que a Casa da Cidadania nunca esteve envolvida em irregularidades. “A Câmara de Feira nunca teve escândalo nenhum, mas onde tem roubo, a todo o momento, é na Câmara Federal”, afirmou.

 

As informações são da site da Câmara Municipal