Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/07/2018

“Isso é liberdade de expressão?”, questiona Bolsonaro sobre peça que mostra Jesus travesti

O deputado federal e pré-candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL-RJ) comentou o cancelamento da exibição da peça O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu em Garanhuns (PE) questionando o propósito de um espetáculo que retrata Jesus como travesti.

 

“A quem interessa retratar a imagem de Cristo como transexual? Isso é liberdade de expressão? É arte? É cultura? Nosso repúdio e protesto. Deus salve o Brasil”, escreveu Bolsonaro em seu perfil no Twitter.

 

Em Garanhuns, a peça O Evangelho Segundo Jesus, a Rainha do Céu faria parte da programação do 28º Festival de Inverno de Garanhuns, que seriá realizado entre os dias 26 e 27 de julho. Entretanto, protestos de lideranças comunitárias e religiosas da cidade levaram o Governo do Estado de Pernambuco a cancelar a apresentação.

 

Repúdio
Pastor Eurico (Patriota-PE), deputado federal, classificou a peça como “profanação” e exigiu respeito: “Nosso Jesus é Rei, não é rainha não. Isso é uma aberração, uma profanação. Exigimos respeito para com a fé dos cristãos no Brasil. Não vamos admitir que um grupo minoritário venha profanar o nome de Jesus”.

 

A peça vem causando rebuliço por onde passa, com mobilizações populares em ações na Justiça pedindo seu cancelamento por vilipêndio e ofensa ao sentinento religioso. O texto, escrito pelo transexual Jo Clifford, mostra Jesus interpretado por um travesti, nos dias atuais.

 

A atriz transexual, que apresenta a peça, Renata Carvalho, diz que é vítima de preconceito e critica quem é contra a peça. “Fomos censuradas em Guaranhuns. Jesus é a imagem e semelhança de todos, menos de nós pessoas trans?… Precisamos humanizar e naturalizar os corpos, as identidades e vivências transvestigêneres (sic)”, disse ela ao portal Uol.

 
Gospel +