Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/11/2016

“Já perdoei e já orei muito”, diz esposa de pastor morto enquanto evangelizava traficantes

2225701338-marcia-limaO pastor que foi morto enquanto evangelizava traficantes foi enterrado no domingo (13), no Cemitério de Sulacap, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Apesar do dia chuvoso, a cerimônia recebeu centenas de pessoas.

 

Marco Aurélio Bezerra de Lima, de 48 anos, foi morto na sexta-feira (11) minutos depois de orar por traficantes na entrada da favela Gogó da Ema, em Belford Roxo. O criminoso teria atirado ao confundir a muleta do pastor com um fuzil.

 

Embora a morte do pastor tenha abalado a família, eles perdoaram os criminosos e prometeram continuar o trabalho de evangelização iniciado por ele há 20 anos.

 

“Já perdoei e já orei muito, para Deus guardar essa alma. Eu sei que muitas pessoas até ficam revoltadas não entendem esse momento, mas temos muito amor pela alma. Meu marido morreu pelo amor pela alma, resgatando uma vida”, disse a viúva Márcia Lima.

 

“A gente não vai parar não. É o exemplo do meu pai. Missão dada é missão cumprida”, afirmou o filho Jeremias Lima.

 

De acordo com testemunhas, o pastor estava no banco do carona de um carro enquanto evangelizava os traficantes. Durante a conversa com o bandido, o pastor se abaixou para pegar uma foto em que aparece ao lado de Playboy, um dos traficantes mais procurados do Rio, morto no ano passado. Ele costumava contar que o chefe do Morro da Pedreira tinha se convertido antes de morrer.

 

No momento em que Marco Aurélio se abaixou, o criminoso se assustou e fez o disparo. O tiro atingiu o tórax da vítima. O pastor estava com muletas no carro por causa de uma operação recente na perna.

 

O caso continua sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense.

 

GUIAME