Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/07/2017

José Ronaldo autoriza construção do PSF em Tiquaruçu

Em uma área de 2.800 metros quadrados doada pelo casal de médicos Valter e Raimunda Oliveira, será erguido o Posto de Saúde da Família (PSF) da localidade do Posto São Cristóvão, no distrito de Tiquaruçu, cujo atendimento vai abranger uma população estimada em cerca de quatro mil pessoas.

 

A ordem de serviço foi dada, in loco, pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, na manhã desta segunda-feira, 3. A obra deverá ser entregue à comunidade no prazo de seis meses, conforme constante no cronograma apresentado por prepostos da construtora vencedora da licitação pública.

 

Este PSF seguirá o padrão de qualidade de outras unidades de saúde similares que vêm sendo implantados na rede de saúde do município. Contará com duas equipes, cada uma formada por um médico, um enfermeiro, dois técnicos de enfermagem, oito agentes comunitários e um dentista.

 

A estratégia do PSF prioriza as ações de prevenção, promoção e recuperação da saúde das pessoas, de forma integral e contínua. O atendimento é prestado na unidade básica de saúde ou no domicílio. Assim, esses profissionais e a população acompanhada criam vínculos de corresponsabilidade, o que facilita a identificação e o atendimento aos problemas de saúde da comunidade.

 

Além dos moradores do Posto São Cristóvão, onde será implantado, o PSF vai atender a várias comunidades do distrito de Tiquaruçu, a exemplo de Vila Feliz, Trevo, Lagoas de Pedra, Boiadeira, Formiga e Os Quatro (que faz divisa com o município de Tanquinho).

 

Acompanhado da secretária de Saúde, Denise Mascarenhas, lideranças políticas e comunitárias, o prefeito José Ronaldo agradeceu o gesto do casal Valter e Raimunda Oliveira pela doação do terreno onde será erguido o PSF, e assegurou que o futuro centro de saúde “terá o mesmo serviço de excelência dos demais PSFs do Município”.

 

O chefe do Executivo asseverou que, enquanto a obra não for inaugurada, os moradores desta região continuarão a ser atendidos numa casa alugada há dez anos pela Prefeitura Municipal para esta finalidade.

 
Secom