Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/01/2018

Kim Jong-un volta a ameaçar EUA: “Sempre tenho um botão nuclear no escritório”

O ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, fez uma nova ameaça de guerra aos Estados Unidos em seu discurso de final de ano, e disse ter um “botão nuclear” em sua mesa, na sede do governo.

 

Kim Jong-un fez um discurso no último domingo, dia 31 de dezembro, direcionado ao povo norte-coreano. De acordo com informações da agência de notícias oficial do governo, KCNA, o ditador alegou que os trabalhos do país para construir mísseis com bombas-atômicas “foram completados”.

 

Agora, segundo Jong-un, a Coreia do Norte é capaz de enviar um míssel para “qualquer parte” do território norte-americano: “A inteira área dos Estados Unidos continentais estão sob nosso raio de ação nuclear. Sempre tenho um botão nuclear na mesa do meu escritório. E isso é a realidade, não é uma ameaça. Que os EUA não iniciem nunca uma guerra contra mim ou o meu país”, disse.

 

Em relação à Coreia do Sul, Kim Jong-un foi mais ameno, dizendo que os atletas norte-coreanos competirão nas Olimpíadas de Inverno: “Será uma boa oportunidade para mostrar o estado da nação coreana e desejamos, sinceramente, que o evento se desenvolva com resultados positivos”, afirmou, fazendo referência aos Jogos de Pyeongchang, que ocorrerão entre 9 e 25 de fevereiro. (ANSA).

 

Tensão
“[Em 2017] os conflitos aprofundaram-se e novos perigos emergiram. A ansiedade global relacionada às armas nucleares atingiu o seu pico desde a Guerra Fria”, afirmou o diplomata português, expondo a tensão existente nos bastidores da política internacional.

 

“Acredito verdadeiramente que podemos tornar o mundo mais seguro. Podemos solucionar os conflitos, superar os ódios e defender os valores que temos em comum […] Apelo aos líderes em todo o mundo para o seguinte compromisso de ano-novo: estreitem laços, lancem pontes. A união é o caminho. O nosso futuro depende dela”, concluiu Guterres.

 

Gospel +