Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 13/07/2016

‘Liberdade, Liberdade’: cena de sexo entre André e Tolentino emociona e vira assunto mais comentado no Twitter

CnNyzDKWYAAtF6I

Aconteceu! A cena de sexo entre André (Caio Blat) e Tolentino (Ricardo Pereira) emocionou o público brasileiro e movimentou as redes sociais na noite desta terça-feira (12). Tudo começou quando Tolentino recebeu a visita de André. Ele foi até o local consolar o amigo, que estava muito abalado por sofrer humilhações.

tolentino-andre-tratado-720

O coronel ficou emocionado com o carinho. “Tenho um só amigo. Você, André. Que é sensível. Consegue entender os mistérios da vida”, revelou. “Inclusive as surpresas sobre nós mesmos? ”, respondeu André. Os dois trocam olhares, resolvem deixar para trás as dúvidas e temores e se entregam a um beijo ardente.

frame3

André chega a recuar, mas não resiste e se entrega ao forte amor que sente pelo amigo. Eles então tiram a roupa e fazem sexo. A cena, marcada pela delicadeza, foi escrita pelo autor Mario Teixeira e teve direção artística de Vinícius Coimbra.

 

Bombou nas redes

 

O assunto movimentou as redes sociais na noite de ontem antes mesmo da novela começar. A hashtag ‘LiberdadeLiberdade’ ficou em primeiro lugar nos Trending Topics do Brasil. Muitos internautas aproveitaram para comemorar e comentar a cena de sexo entre os dois personagens.

 

“Eu estou em choque. Que cena mais linda”, disse uma internauta. “Eu espero que cenas de amor sejam cada dia mais comuns ❤️ #LiberdadeLiberdade”, comentou outra.
A atriz Maitê Proença, que vive Dionísia na mesma novela, elogiou os colegas. “Dois atores imensos em uma surpreendente cena de amor, marco para a TV Brasileira! Vi fotos. Estupendas! Vou assistir o resultado final hoje com vocês, imperdível”, escreveu antes mesmo do episódio ir ao ar.

 

“Lindíssima cena em #LiberdadeLiberdade hoje. Parabéns a Caio Blat, Ricardo Pereira e todos os envolvidos”, disse a atriz Mônica Iozzi. “O pecado, o crime, a doença e o armário já eram! Agora e daqui pra frente é liberdade, liberdade ainda que tardia para nós LGBTs!”, comemorou o deputado federal Jean Wyllys.

 

Correio