Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 25/08/2014

Limpeza pública de Feira de Santana começa a ser feita por empresa licitada

2482014091224A limpeza pública no município de Feira de Santana passa a ser realizada, a partir deste domingo (24) pela empresa Sustentare Ambiental, vencedora da licitação realizada pela Prefeitura. Se encerra, dessa forma, o período de contrato emergencial com uma outra prestadora de serviço nessa área, a Construrban Logística Ambiental Ltda.

 

A Sustentare venceu o processo licitatório apresentando uma proposta compatível com o valor fixado pelo Governo Municipal para execução do serviço, ao longo de um contrato de três anos. A diferença de preço para a sua concorrente mais próxima foi de cerca de R$ 10 milhões.

 

O Governo Municipal enfrentou dificuldades para finalizar a licitação para contratar a empresa responsável pela coleta do lixo, devido a vários recursos judiciais movidos por concorrentes. Em virtude disso o serviço teve que ser realizado por contratos emergenciais desde o início da atual administração,

 

Com a contratação definitiva da Sustentare, o prefeito José Ronaldo espera poder implementar o seu projeto para melhorar a qualidade da limpeza pública no Município. “O fim de um conturbado processo licitatório nos devolve a tranquilidade para focar este serviço, que é um dos mais importantes para a nossa comunidade e precisa ser realizado com toda concentração possível”, diz ele. Segundo o prefeito, é uma vitória do povo “garantir o pagamento de um valor justo, e não exorbitante, como acontece em outras grandes cidades”, para este serviço.

 

Para o secretário de Serviços Públicos, Manoel Cordeiro, agora a administração terá “mais tranquilidade para enfrentar o desafio da limpeza da cidade com as condições que são necessárias”. Segundo ele, a empresa que assinou contrato de 36 meses com o Governo também encontrará estabilidade para fazer investimentos e proporcionar “um serviço muito melhor do que o ofertado mediante contratos emergenciais”.

 

As informações são da Secom.