Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/05/2017

Livre, Caio Fábio agradece orações e diz que dias na prisão foram usados para evangelizar: “Foi apenas missão”

O pastor Caio Fábio foi liberado da prisão no último sábado, 27 de maio, após o desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin, vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral aceitar o pedido de habeas corpus apresentado pelos advogados de defesa.

 

Caio havia sido preso no dia 24 de maio por conta de sua condenação no caso conhecido como “dossiê Cayman”, que chacoalhou o ambiente político brasileiro em 1998 e levou, em 2011, à condenação do pastor por calúnia e falsificação.

 
O desembargador Padin aceitou o pedido de libertação de Caio Fábio por entender que mantê-lo em regime fechado, diante de sua condenação a quatro anos de prisão em regime semiaberto seria desproporcional.

 

“Defiro a liminar a fim de suspender o cumprimento da pena, aguardando o paciente em liberdade, expedindo-se alvará de soltura dirigido ao Centro de Recuperação e Internação da Papuda/DF”, determinou o desembargador.

 
Liberdade

 

O pastor da igreja Caminho da Graça gravou dois vídeos celebrando sua libertação e prometeu revelar detalhes de seu tempo na prisão na próxima terça-feira, 30 de maio, durante seu programa Papo de Graça, transmitido pela Vem & Vê TV.

 

“Amigos queridos, em casa, na cabeceira da nossa mesa com toda a família linda aqui em volta, na paz do Senhor, depois de uma semana de envio apostólico missionário para cumprir a mensagem que eu tinha pregado domingo à noite no Teatro Universa. Que mensagem foi essa? Vós sois a carta viva. Foi tão maravilhoso que até a minha Bíblia eu deixei para trás, não precisava levar, porque ela me habita, o Evangelho está aqui”, disse Caio Fábio.

 

A comemoração se estendeu até ao fato de seus dias na prisão não terem custado um corte de cabelo nos padrões do sistema prisional: “Esses foram dias de milagre, de graça, de maravilha. Eu entrei de cabelo grande, saí de cabelo grande”, comentou.

 

“Tudo aquilo foi apenas missão. Eu estou aqui para agradecer a oração, o beijo, o empenho, o carinho, o amor, o cuidado, a devoção filial e fraterna de todos vocês. Recebam todo o meu amor e alegria”, concluiu.

 

No dia seguite, Caio Fábio gravou um novo recado, dando a entender que sua prisão em um processo que já dura 18 anos e que, em tese, estaria destinado ao arquivamento, teria sido obra de pessoas interessadas em humilhá-lo. Confira nos vídeos abaixo:

 

 

Gospel +