Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 10/09/2016

Mãe dá lição de perdão à motorista que matou filho de 11 anos: “Como cristã, estou em paz”

1803365403-claudia-bezerraDepois de ter seu filho morto em um atropelamento causado por um caminhão de campanha eleitoral nesta terça-feira (6), em Paranapanema, interior de São Paulo, a merendeira Cláudia Bezerra disse que perdoa o motorista.

 

“Acidentes acontecem. No momento da morte não podemos colocar a culpa em ninguém e eu perdoo todos. O motorista pode ficar sossegado que não tenho mágoa. Acidente é acidente. Eu só peço a Deus força para o motorista, porque não será fácil. Foram duas vidas. E peço que Deus dê paz à família da outra criança e conforte o coração a mãe dele. Fica só a saudade agora”, disse ela ao G1.

 

Marcos Douglas Bizarra, de 11 anos, estava indo para a escola de bicicleta com Tiago Fabiano, também de 11 anos, quando os dois foram atropelados pelo caminhão no bairro CDHU. Os garotos morreram na hora.

1947460122-

Cláudia estava trabalhando no momento em que soube do acidente. Ela constatou que o menino não estava no pronto-socorro do município e foi informada de que ele havia morrido no local.

 

“Meu esposo me ligou e saí imediatamente. Cheguei ao hospital e ele não estava lá. Já imaginei que tinha acontecido uma tragédia. Meu coração, como mãe, está arrasado. É uma dor que não desejo para ninguém, mas, como cristã, estou em paz. Eu creio em Deus todo poderoso, é o Deus que dá e tira a vida. E se Ele quis assim para mim, Ele sabe que conseguirei conviver com essa dor. Sei que não serei a última mãe a passar por isso e nem fui a primeira. Só peço que Deus me dê forças para passar por esse momento”, afirma Cláudia.

 

Para a merendeira, o filho está em um lugar melhor. “Ele era um menino muito lindo e maravilhoso. Um filho exemplar e tirava sempre boas notas. Nunca foi de responder. Vou sempre ter boas lembranças dele. Eu sei que o Senhor tirou a alma dele desse mundo tão cruel. Eu sei que o Marcos Douglas está em um lugar melhor do que nós. O Senhor resgatou a alma deles de uma forma trágica, mas a gente não entende o que Deus faz. Se Ele quis assim, assim será”, conclui.

 

GUIAME