Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 31/07/2017

Mais de 130 cavalos e outros animais de grande porte, mortos, recolhidos nas ruas em seis meses

Mais de 130 cadáveres de animais de grande porte, cavalos principalmente, foram deixados em logradouros e terrenos baldios por seus proprietários, nos seis primeiros meses do ano, em Feira de Santana. A informação é da Secretaria Municipal de Serviços Públicos.

 

De acordo com o secretário Justiniano França, precisamente 133 animais de grande porte mortos foram recolhidos, de janeiro a junho, encaminhados para o aterro sanitário da cidade. Apenas no primeiro mês do ano, 28. Em fevereiro, 21; março 16; abril, 23; maio, 23 e junho 22.

 

Ele informou que o atropelamento por automóveis é a principal causa da morte desses animais. Eles também morrem por doenças ou mesmo pela idade avançada.

 

Os acidentes envolvendo os animais ocorrem porque, segundo o secretário, uma grande quantidade deles vivem soltos pelas ruas, em meio ao trânsito, mesmo havendo fiscalização da Prefeitura e lei que multa os proprietários infratores.

 

Justiniano alertou que o descarte incorreto de animais mortos é crime – causa danos ao meio ambiente e à saúde humana, uma vez que um corpo em decomposição provoca mau cheiro, proliferação de pragas, pode contaminar o solo, atingir o lençol freático e transmitir doenças.