Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 23/07/2014

Mais de 700 adolescentes e jovens iniciam cursos profissionalizantes

2172014170944O Centro Integrado de Capacitação e Apoio ao Adolescente e a Família Professora Gilza Melo (Cicaf) realizou a aula inaugural do segundo semestre 2014 nesta segunda-feira, 21 no auditório da igreja do Avivamento Bíblico. O palestrante, professor Carlos Moreira, discorreu sobre as questões ligadas ao mercado de trabalho e alertou os jovens sobre a importância do indivíduo se preparar para estar em condições de ser bem sucedido na vida profissional.

 
“Num ambiente de tanta competitividade como é o da disputa de vagas hoje em dia, leva a melhor quem melhor se prepara”, observou. Cerca de 700 alunos estão matriculados, mas segundo a coordenadora Simone Lopes Silva Saraiva, a procura foi bem maior em relação ao número de vagas, por isso há uma lista de espera.
“Se houver alguma desistência nas primeiras semanas, vamos chamar o interessado na vaga pela ordem de inscrição” frisou. Os cursos de auxiliar administrativo, salgados e panificação e manutenção em micro computadores foram os mais concorridos.

 

O Cicaf é um órgão da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social voltado para a capacitação de jovens e adultos, através de cursos profissionalizantes em diversas áreas. O público-alvo é formado por pessoas em situação de vulnerabilidade social, que possuem o Número de Inscrição Social (NIS) ou são acompanhadas por algum programa social do Município, a exemplo do “Rua, tô fora” ou assistidos pelos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social).

 

Ao final do semestre 2014.2, serão distribuídos certificados de conclusão com a carga horária específica de cada curso, como meio de enriquecer o currículo do futuro profissional.

 

RENDA

 

A maioria dos alunos do Cicaf termina o curso já com uma renda garantida para ajudar no sustento da família. “Pela nossa estatística, os que optam por trabalhar com salgados e panificação por exemplo, já terminam o curso faturando por conta própria, pois nessa área não faltam encomendas”, enfatizou a coordenadora.