Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 09/06/2015

Malafaia critica Record e o bispo Edir Macedo por filme de comédia com “casal gay”: “Vergonha”

eu-os-declaro-marido-e-larryO pastor Silas Malafaia voltou a protestar contra uma empresa por causa de uma questão relacionada à homossexualidade. Na última sexta-feira, 05 de junho, o pastor usou seu perfil no Twitter para criticar a TV Record por exibir o filme de comédia “Eu Os Declaro Marido e Larry”.

 

No filme, o ator Adam Sandler interpreta o bombeiro Chuck Levine, um solteirão que só pensa em curtir a vida. Ele é amigo de Larry Valentine (interpretado por Kevin James), que tem dois filhos, mas por questões burocráticas, não consegue inseri-los como beneficiários de seu seguro de vida. Para resolver a questão, Larry pede a Chuck que assine alguns papéis como se fosse seu parceiro, mas um fiscal da empresa exige que Larry e Chuck troquem alianças para provarem que vivem sob o mesmo teto.

 

A comédia, que faz piada com diversos temas, como burocracia, homossexualidade e a sociedade como um todo, foi motivo para que Malafaia disparasse críticas contra o bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e proprietário da TV Record, que veiculou o filme.

 

“Rede Record, aquela comprada com ofertas do povo de Deus, acaba de exibir uma comédia gay, em apoio à causa. Que vergonha Edir Macedo!”, escreveu o pastor em seu Twitter.

 

As críticas de Malafaia ao filme e à emissora foram comentadas por diversos internautas, que o criticaram: “Pastor, vai dormir. Tá tarde”, escreveu o internauta Tom Coyot.

 

“Primo, compra uma rede de TV e passa programa de macho então! Dá o troco nele!”, brincou o internauta Márcio Malafaia.

 

As respostas ao pastor continuaram: “O filme é de comédia, mas a piada é você”, escreveu Dinho.

 

Nem a emissora, nem o bispo Edir Macedo responderam às críticas feitas pelo pastor. Dias antes, ele já havia lançado um boicote contra a empresa de cosméticos O Boticário por causa de um comercial que mostra casais hetero e homossexuais trocando presentes no Dia dos Namorados.

 

Gospel +