Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 25/11/2014

Malafaia participa do Programa Raul Gil e critica Justin Bieber

Silas-Malafaia-ao-lado-de-Raul-GilO pastor Silas Malafaia participou do Programa Raul Gil no último sábado (22) no quadro “Pra quem você tira o chapéu”. Nesse quadro o religioso comentou que não aprova as atitudes do astro teen Justin Bieber e por isso não tirou o chapéu para o cantor.

 

Para Malafaia o jovem canadense “é um mau exemplo para a juventude do Brasil e do mundo”. Isso porque Justin se envolveu em diversas polêmicas como aparecer usando droga, brigar em boates, dirigir em alta velocidade e outros acontecimentos. Depois desses acontecimentos o astro teen passou a frequentar a Hillsong Church em Nova York, passando a ser acompanhado pelo pastor Carl Lentz.
Mas o cantor não foi o único a receber críticas do pastor evangélico, Malafaia também criticou o ativismo gay através da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transexuais (ABGLT) dizendo que eles querem privilégios e deixando claro que não é contra os homossexuais.

 

“Eles querem implantar uma ideologia na Brasil. Eles estão trabalhando para uma coisa que chama ideologia de gênero, é para destruição da família”, disse ele.
O ex-técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari, o Felipão, também recebeu uma crítica do líder religioso. Malafaia acredita que era dele a responsabilidade de trocar o time brasileiro durante o jogo contra a Alemanha, na Copa, que fez o Brasil de 7 a 1.

 

“Faltou a ele iniciativa para parar este maior vexame da história do futebol brasileiro”.

 

O ex-presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, também foi criticado. Malafaia esperava que Lula condenasse os mensaleiros ou que eles fossem expulsos do Partido dos Trabalhadores.
Silas Malafaia também não tirou o chapéu para Maradona, ex-jogador argentino. O pastor assembleiano criticou a tentativa de Maradona de se comparar a Pelé. Malafaia tirou o chapéu para cinco personalidades: Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro; Michael Sandel, filósofo e professor da Universidade de Harvard; Billy Graham, pastor americano e Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul.