Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 15/08/2016

Mancini responde protestos da torcida: ‘O cara não fica burro do dia para a noite’

download

O treinador Vagner Mancini demonstrou irritação com o empate do Vitória por 2 a 2 contra o Santa Cruz, no Barradão, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ao final da partida, torcedores chamaram o técnico de burro, em gritos que ecoaram nas arquibancadas.

 

Mancini se disse acostumado a esses protestos no futebol, e acredita que seus objetivos iniciais foram conquistados no clube, o que credencia a qualidade do seu trabalho. “Hoje aconteceu. Eu já vivi isso em outros lugares, inclusive aqui, na minha primeira passagem. Estou mais que acostumado. Óbvio que isso não me cabe, porque sou uma pessoa inteligente. Obviamente não é a torcida do Vitória, mas uma parte, que estava aqui no estádio, em determinado lugar (…). Não vou dizer que gosto, mas estou acostumado. E também acho que o cara não fica burro do dia para a noite. Estou há 14 meses no Vitória. Atingi todos os objetivos que foram lá atrás marcados. Consegui o acesso, o Campeonato Baiano, a volta para a Copa do Nordeste. É a pressão para somar pontos. Isso só vai ser solucionado quando esses pontos vierem”, disse, em entrevista coletiva.

 

Muitos dos gritos começaram quando ele substituiu o lateral-direito Diogo Mateus. Entretanto, o jogador teria pedido para sair do jogo. “O Diogo Mateus pediu para sair. Eu jamais iria tirar um jogador que estrava e vinha bem. Óbvio que foi um pedido do jogador. Eu ainda estranhei. Ele caiu no campo e demonstrou a todo o estádio que estava estafado”, esclareceu.

 

Pela Série A, o Vitória volta a campo somente no dia 22 de agosto. O adversário será o Corinthians, na Arena Corinthians, às 20h, num jogo válido pela 21ª rodada. Com 23 pontos, o Vitória está na 13ª posição.

 
Correio