Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 20/04/2017

Métodos que podem aliviar a dor na depilação

A depilação faz parte da rotina da maioria das mulheres brasileiras. No entanto, quando o procedimento é feito com cera (quente ou fria), se livrar dos pêlos pode virar sinônimo de dor e sofrimento.

 

Para evitar que esse momento seja tão dolorido, as dermatologistas Carolina Mourão Abdo, da Clínica de Cirurgia Plástica Landecker, e Gladys Mattei indicam, mostraram alguns métodos ao site M de Mulher. Confira:

 

Hidrate sempre

 

Pele hidratada é pele protegida. Carolina conta que o trauma da cera puxando os pelos pode levar à dor e também à formação de manchinhas, que tecnicamente se chamam hipercromias pós-inflamatórias e são responsáveis pelas axilas ou virilhas escuras de que tantas mulheres reclamam.

 

O hábito de passar hidratante diariamente nas áreas que costumam ser depiladas deixa a camada externa da pele mais resistente e menos suscetível à dor dos puxões e ao surgimento dessas lesões. Gladys sugere, inclusive, que de vez em quando sejam usados aqueles hidratantes bem “grossos”, à base de ureia ou de lanolina, para dar um turbo na hidratação.

 

Esfolie na véspera

 

Vários pelos menores ou mais ralos ficam “escondidos” sob uma camada fininha da pele, o que torna difícil a tarefa de chegar a um resultado perfeito. Conclusão: a depiladora aplicará a cera mais vezes no local ou apelará para uma pinça para alcançá-los, causando mais dor do que o necessário. Na esfoliação, a tal camada fininha é rompida e esses pêlos ficam expostos. Tudo fica muito mais prático e menos dolorido.

 

A esfoliação pode ser feita no banho um dia antes da depilação, com uma bucha ou um creme esfoliante.

 

“Anestesie” a pele com cubos ou bolsas de gelo

 

Aplicado logo antes da cera, o gelo anestesia levemente a pele. Isso, é claro, diminui bastante a dor. Mas Carolina faz uma ressalva: “O gelo pode queimar a pele, então não deve ser colocado diretamente sobre qualquer região a ser depilada. O ideal é embrulhar os cubos em um pano ou toalha, colocá-los em um saquinho ou usar bolsas de gelo”.

 

Recorra a aparelhos que “enganem” a dor

 

Sim, é possível enganar a pele para não sentir dor. Gladys explica que funciona assim: a pele tem muitos receptores nervosos, cada um reagindo a um estímulo – dor, coceira, vibração, temperatura e muitos, muitos outros. Quando uma sensação se destaca, as outras são ignoradas.

 

Para isso ter efeito na depilação, portanto, algo precisa ser mais forte que a dor. Um método bem simples é colocar sobre a pele um aparelho que vibre bastante e faça a atenção se voltar totalmente à vibração, deixando a dor de lado. Neste momento, a cera deve ser puxada.

 

GUIAME