Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/03/2016

Ministério Público arquiva ação contra tarifa de ônibus

novos onibus1

O Ministério Público (MP) decidiu arquivar a representação do vereador Edvaldo Lima (PP) que questionava a legalidade da cobrança de valores diferenciados na tarifa do transporte coletivo de Feira de Santana.

 

A partir do dia 12 de abril, o passageiro que possuir o cartão de bilhetagem eletrônica – denominado Via Feira – vai desembolsar R$ 3,10. Já para quem não confeccionar o cartão o custo da passafem será mais caro: R$ 3,30.

 

“Fui ao Ministério Público pedir uma intervenção imediata porque não pode haver a cobrança de duas tarifas na área urbana”, explicou o vereador, em entrevista ao De Olho na Cidade.

 

Segundo o vereador, o promotor que analisou a representação se manifestou a favor da bilhetagem eletrônica, opinando que o uso de dinheiro em espécie deve ser desestimulado para a prevenção de assaltos.

 

“Se o MP respondeu desse jeito, vou tentar reverter isso, recorrendo diretamente ao Poder Judiciário”, disse o vereador, que também manifestou preocupação com possíveis demissões entre cobradores por causa do uso do cartão Via Feira.