Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 01/03/2018

Monge budista se rende a Jesus após ler a Bíblia sozinho, na Ásia

Durante um treinamento de discipulado realizado em Myanmar, com a ajuda da organização missionária Global Disciples, uma das pessoas mais improváveis resolveu aparecer para esclarecer algumas dúvidas: um monge budista.

 

“Ele é um homem muito maravilhoso para o povo de Myanmar”, conta o irmão Stephen, que estava liderando o grupo de discipulado.

 

O interesse do monge em aprender mais sobre o cristianismo surgiu antes mesmo dele entrar no centro de treinamento bíblico, quando leu a Bíblia sozinho. Ele então procurou ajuda para ampliar sua compreensão das Escrituras Sagradas.

 

“Eu sei que esta Bíblia é apenas para cristãos. Mas eu leio e não entendo”, disse o monge ao irmão Stephen.

 

“Se você não é um homem espiritual, não pode entender isso”, respondeu o líder cristão. “Esta é a Palavra de Deus. Deus falou sobre isso. Você deve nascer de novo e receber o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador. Então você vai entender isso”.

 

No mesmo instante, o monge afirmou: “Sim, eu quero entender. Quero saber mais sobre a Bíblia e Jesus Cristo”.

 

O monge concordou em participar do treinamento de discipulado, mas continuou com alguns questionamentos. Quando procurou o irmão Stephen para expressar os argumentos de sua religião, ele ouviu respostas firmes.

 

“Seu Deus não é o verdadeiro Deus”, disse o irmão Stephen ao monge. “Jesus disse: ‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai a não ser por mim’. Você deve se arrepender e receber Jesus Cristo como seu Salvador. Então você entenderá e receberá riquezas do seu Pai Celestial”.

 

Deus passou a trabalhar no coração do monge, que viveu uma das maiores transformações de sua vida. “Ele recebeu Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Ele me convidou para colocar minha mão em sua cabeça e orei para que ele recebesse Jesus”.

 

O monge ficou emocionado após a oração. “Depois disso, não vou mais seguir o budismo. Não vou mais adorar ídolos”, declarou.

 

O irmão Stephen conta que o monge “se tornou um homem de Deus”, mas teve que pagar um preço para seguir a Cristo. Ele sofreu uma grande pressão dos budistas e foi forçado a fugir do templo, devido às ameaças que recebeu após sua conversão.

 

 

GUIAME