Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 13/08/2014

Monte atrai evangélicos em busca de cura

5034fd3deed86fa24cbacac0a5265f165220fd2b59843É costume de muitas igrejas evangélicas fazer vigílias de oração em locais altos, chamados comumente de montes. O “monte da cordinha”, bastante conhecido na região de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo), atrai diariamente centenas de evangélicos. Eles buscam um encontro com Deus no local isolado, onde fazem suas orações e leitura da Bíblia.

 

Sem nenhuma construção no local, contando apenas com bancos de pedra, madeira e bambu, são 12 clareiras espalhadas na mata, onde normalmente são realizados os cultos. Por vezes são grupos de até cem pessoas, acompanhados por pastores. Há quem prefira ir sozinho.

 

Em geral, os fiéis, na maioria pertencestes a igrejas pentecostais, sobem até o alto do monte durante a noite. Muitos levam colchas e sacos de dormir para se sentarem na mata. Há quem passe várias noites e dias no local orando.

 

A trilha de cerca de 300 metros até o cume é estreita e íngreme. Mesmo assim, muitos doentes costumam ir até lá em busca de cura espiritual.
A enfermeira Francine de Arruda da Silva, 38, testemunhou a Folha de SP: “Quando fui, tinham medo que eu pudesse cair e despencar de lá, mas fui com um propósito e cheguei”. Curada de síndrome do pânico, conta que não queria ficar viciada nos fortes remédios que lhe foram prescritos. “Então, resolvi ir ao monte pedir pela minha saúde e desci curada”, comemora.
Givaldo Lima, que é pastor em Jardinópolis, costuma ir com fiéis até o local e acredita que se trata de um local “abençoado”.

 

O monte fica em uma área particular. O apelido de “cordinha” veio por causa de uma corda amarrada a troncos de madeiras que forma um corrimão improvisado, ladeando o caminho até o cume do monte

 

Gospel Prime