Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 25/03/2015

Moradores sugerem construção de ciclovia no Parque Linear

2432015110135A construção de ciclovias e a revitalização de um afluente do rio Subaé foram as principais sugestões apresentadas por moradores durante a audiência pública sobre o Parque Linear Lopes Rodrigues, realizada na noite desta segunda-feira, 23, na Igreja Cristo Redentor. As solicitações serão avaliadas por técnicos da Secretaria de Planejamento e poderão ser incorporadas ao projeto.

 
A audiência pública foi presidida pelo secretário municipal de Meio Ambiente, Roberto Tourinho, e contou com a presença de diversas autoridades, como o vereador Antônio Carlos Passos Atayde (Carlito do Peixe); o comandante do 35º Batalhão de Infantaria (35 BI), tenente-coronel Paulo Sérgio Brito Santos; o ambientalista frei José Monteiro Sobrinho; além de presidentes de associações de moradores e comunitárias.

 

O arquiteto Claudio Roossevelt, da Secretaria de Planejamento, apresentou todo o projeto, de forma bastante didática, através de uma projeção em vídeo. O Parque Linear Lopes Rodrigues abrangerá as margens da via que leva o mesmo nome, no bairro Brasília.

 

O projeto prevê a infraestrutura do canal, que terá 1.010 metros de extensão e três metros de largura; pavimentação a paralelepípedo de 11 mil metros quadrados da rua lateral; colocação de grama; iluminação pública com 52 postes e arborização com espécies de médio e grande porte. O equipamento terá parques infantis, quiosques, bancos e mesas – construídos a base de madeira de eucalipto e totalmente integrados à natureza.

 

A obra será executada em três etapas, envolvendo recursos da ordem de R$ 2.877.165,19 (dois milhões, oitocentos e setenta e sete mil, cento e sessenta e cinco reais e dezenove centavos) oriundo do Fundo Municipal de Meio Ambiente, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais.

 

Na oportunidade foi definido que será criada uma comissão de moradores para solicitar da Embasa a execução das obras de esgotamento no local. “Vamos apresentar o projeto e solicitar que a Embasa execute aquilo que é de sua responsabilidade, pois o objetivo principal é acabar com todos os transtornos dos moradores”, explicou Tourinho.

 

O padre Ednelson da Silva, responsável pela Paróquia Cristo Redentor, avaliou positivamente a iniciativa. “Uma discussão bastante qualitativa e que proporciona o exercício da cidadania. Para ser uma causa de todos, é necessário que todos conheçam. A Prefeitura está de parabéns por promover essa discussão com a comunidade”, destacou.