Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 20/03/2018

Mulher deve ter cuidado com reposição hormonal, um dos fatores de risco do câncer

Além do histórico familiar, a mulher, quando não tem filho ou passa por uma gravidez tardia, usa anticoncepcional, faz doses altas de reposição hormonal, deve considerar que se encontra sob fatores de risco, em se tratando do câncer de mama e do colo de útero. A advertência é do oncologista Samuel Fonseca. Ele palestrou sobre o assunto em uma capacitação para profissionais de saúde no encerramento da programação alusiva ao Mês da Mulher, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde, em Feira de Santana.

 

Os profissionais foram advertidos, pelo oncologista, de que a menarca precoce e a menopausa tardia também são fatores de risco para o desenvolvimento da doença. Segundo o médico, isto é decorrente do tempo de contato que a mulher tem com o estrogênio.

 

Igualmente, o consumo de álcool ou o uso do cigarro colocam a mulher em uma situação de risco para o desenvolvimento de câncer de mama e do colo de útero, de acordo com o médico. “Não fumar, não beber álcool, praticar exercícios físicos e se proteger do sol reduz em 50% o risco de qualquer tipo de câncer”, disse Samuel Fonseca, para o público reunido no Auditório Dr. João Batista Cerqueira, na sede da Secretaria de Saúde.
Homens também correm o risco de desenvolver câncer de mama. O oncologista Samuel Fonseca (foto) informa que na Unacon, clínica especializada no tratamento de câncer vinculada a Santa Casa de Misericórdia de Feira de Santana, há cinco pacientes do sexo masculino em tratamento deste tipo de câncer, mais comum entre as mulheres. “Esse número representa 1 por cento do total dos casos atendidos no equipamento, o que já é um motivo para ficarmos atentos”, afirma.
“As doenças tem início no corpo espiritual, se projetam na mente, refletem nas emoções e por fim se instala no corpo físico”, diz o mestre em terapias holísticas Ney Silva (foto), que também palestrou durante a programação de encerramento do Mês da Mulher, na Secretaria Municipal de Saúde. Mestre em Reiky, ele falou sobre os benefícios dessa e de outras terapias reconhecidas pelo Ministério da Saúde. Segundo ele, as terapias holísticas tem a função de “organizar as energias”.
Secom