Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 28/09/2017

Município não foi notificado ainda de decisão sobre transgenitalização

A Secretaria Municipal de Saúde esclarece em relação a notícia de que a Prefeitura, o Estado e a União estariam sendo obrigados, pela Justiça, a providenciar o custeio de um tratamento de transgenitalização, divulgada na imprensa nesta terça-feira. O Município ainda não foi comunicado sobre tal decisão judicial.

 

A secretária de Saúde, Denise Mascarenhas, informa que tão logo a Prefeitura seja notificada deverá se reunir com os demais entes, do Estado e União, para os devidos encaminhamentos. Ela afirma que essa é uma cirurgia de alta complexidade. Sendo assim, não é custeada com recursos do Tesouro Municipal. Acrescenta que “tratamento realizado fora do Estado da Bahia é de responsabilidade estadual”