Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 22/05/2018

‘Nada a Perder’ entra em lista internacional dos 50 piores filmes de todos os tempos

O público vem avaliando de forma bastante negativa o filme Nada a Perder – Contra Tudo. Por Todos no site norte-americano IMDB, uma respeitada comunidade de cinéfilos, com critérios definidos e aberta aos fãs da sétima arte.

 

A péssima avaliação, que coloca o filme entre os 50 piores da história do IMDB, é resultado da estreia do longa-metragem nos Estados Unidos, onde os fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus têm repetido o desempenho registrado nas bilheterias brasileiras, sendo o terceiro mais visto nos cinemas no último final de semana.

 

“É muito bom ver as pessoas rindo e se emocionando com o filme, acho que compensa todo o trabalho”, comentou o diretor Alexandre Avancini em entrevista à Record TV. Com o título Nothing to Lose, o filme foi dublado em inglês e está disponível também com legendas em espanhol, e ficará em cartaz em mais de uma centena de salas de cinema de 26 estados americanos.

 

Nesta terça-feira, Nada a Perder ocupa a 46ª posição na lista dos mais mal avaliados filmes do IMDB. Ontem, 21 de maio, ele estava na 52ª, mas à frente de títulos que são vistos como verdadeiros equívocos a serem evitados, como A Reconquista – um dos piores filmes de John Travolta e Forest Whitaker – na 63ª posição, A Saga Molusco: Anoitecer (75º); Meu Parceiro é um Dinossauro (87º); e Papai Noel Conquista os Marcianos (88º).

 

A nota da cinebiografia do bispo Edir Macedo, numa escala de 0 a 10, é de 2,3. O pior filme do ranking dos 100 mais mal avaliados é Kod Adi K.O.Z., um filme turco de 2015, com nota 1,4.

 

O IMDB foi criado em 1990 e tem mais de 83 milhões de usuários registrados. De acordo com informações do Uol, a “lista de piores filmes dá mais peso às avaliações de quem analisa frequentemente os títulos cadastrados no site, diminuindo assim o risco de fraudes”, uma vez que uma produção, por motivos diversos, pode se tornar alvo de campanhas de difamação. Somente filmes que estrearam nos cinemas e possuem mais de 1.500 avaliações entram na lista.

 

Gospel +