Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 01/12/2014

“Nada a Perder”: Igreja Universal estaria comprando livros do bispo Macedo e distribuindo a fiéis, diz jornalista

bispo-macedo-nada-a-perder1-692x360 O bispo Edir Macedo estaria usando um expediente não muito convencional para alavancar as vendas do terceiro livro da trilogia Nada a Perder, que conta de forma não cronológica sua história de ascensão na vida pessoal, ministerial e empresarial.

 

Os três livros foram lançados pela editora Planeta, e escritos pelo jornalista Douglas Tavolaro, que é um dos responsáveis pelo setor de jornalismo da TV Record.

 

De acordo com o jornalista Lauro Jardim, colunista da revista Veja, o bispo Edir Macedo e seus assessores da Igreja Universal do Reino de Deus estariam comprando exemplares do livro e distribuindo a fiéis. Essa estratégia visaria garantir que o bispo se tornasse o maior vendedor de livros no Brasil atualmente.

 

“Nos lançamentos do bispo, sempre aparece um representante da Igreja Universal horas antes que acerta com a livraria a compra de determinada quantidade de livros; e, depois, distribui para os fiéis que são transportados para o local em ônibus. Toda semana o livro é lançado em alguma cidade brasileira”, informou Lauro Jardim.

 

Polêmica

 

Se comprovada, a história se assemelharia à polêmica protagonizada pelo pastor Mark Driscoll nos Estados Unidos. O fundador da megaigreja Mars Hill confessou que ordenava que os tesoureiros da denominação fizessem a compra de seus livros assim que lançados, a fim de fazê-los chegar ao topo da lista dos mais vendidos.

 

O escândalo tomou grandes proporções, incluindo acusações de suborno da parte de Driscoll a editores de revistas para manter seus títulos entre os primeiros colocados nas listas de mais vendidos, e uma onda de insatisfação atingiu a igreja, com protesto de pastores e membros.

 

O resultado de toda a história foi a demissão de Driscoll do cargo de pastor da igreja que ele mesmo fundou, e um desmembramento das filiais da igreja. Em alguns casos, essas congregações anunciaram falência por falta de recursos para arcar com as dívidas.

 

Gospel +