Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 04/11/2014

“Não estou aqui para bater continência para o prefeito” diz Edvaldo Lima

imageEm discurso na tribuna da Casa da Cidadania, nesta segunda-feira (3), o vereador Edvaldo Lima (PP) informou que as pessoas indicadas por ele no Governo Municipal estão sendo exoneradas pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho. O edil acredita que sua posição contrária a alguns projetos do Executivo estimulou o gestor do município a tomar essa atitude.

 

Edvaldo afirmou que é independente e que suas decisões atendem aos anseios populares. “Eu sou contra os projetos que entendo que não devem aqui, nesta Casa, tramitar. E, em caso de tramitação, eu tenho a consciência de votar naquilo que penso que é melhor para a população de Feira de Santana”.

 

Ele acrescentou: “não sou encabrestado. Se o prefeito pensou que eu iria ajudá-lo e que ficaria em suas mãos, está enganado, porque este vereador foi eleito pela população de Feira de Santana para respeitar o direito do cidadão; não estou aqui para bater continência para o senhor prefeito”, disse Edvaldo, afirmando que não pediu cargo ao chefe do Executivo Municipal nem procurou José Ronaldo para apoiá-lo. “Ele que me procurou, o prefeito que bateu na minha porta”.

 

O vereador disse que o seu primeiro pedido ao gestor da cidade foi que melhorasse o sistema de transporte coletivo urbano, mas José Ronaldo não atendeu sua solicitação e, agora, segundo Edvaldo Lima, o prefeito tenta lhe “humilhar” com as exonerações. Quanto a isso, o vereador diz estar tranquilo.

 

“Feira de Santana não tem dono, é livre e tem pessoas maravilhosas, que se respeitam e procuram o melhor para a cidade. O prefeito precisa ser democrático, nós não precisamos mais de ditadura”, pontuou.