Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 20/08/2014

Nery cobra fiscalização em obras e critica derruba de árvores

Eimage (1)m discurso na tribuna da Casa da Cidadania, na manhã desta quarta-feira (20), o edil Alberto Nery (PT) cobrou fiscalização para as obras executadas pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana. Segundo o petista, uma pavimentação feita recentemente no bairro Pedra Ferrada apresenta irregularidade e traz transtornos aos moradores daquela localidade.

 

Nery disse que, na semana passada, ouviu em um programa de rádio que o prefeito José Ronaldo estaria visitando as obras da Prefeitura em andamento no município de Feira de Santana. “Eu quero saber se ele foi na Pedra Ferrada verificar aquela obra que está sendo executada ali, porque eu já trouxe aqui que o calçamento é um calçamento ‘sonrisal’. A obra não foi sequer inaugurada e já está toda deteriorada”, afirmou o edil.

 

BRT X árvores

 

O vereador criticou também a possível derrubada de árvores em avenidas de Feira de Santana para a implantação do Bus Rapid Transit (BRT). Segundo ele, na apresentação do projeto do BRT, na Câmara Municipal, foi dito que não seria derrubada nenhuma árvore existente ao longo das avenidas Getúlio Vargas e Maria Quitéria. “Mas, para nossa surpresa, esta semana, o autor do projeto alegou que vai derrubar 138 árvores. Isso é preocupante”, lamentou.

 

O vereador Roque Pereira (PTN) confirmou a informação do petista, mas, segundo ele, serão plantadas 480 árvores nas referidas avenidas, para compensar a retirada das 138. Ele disse que a implantação do BRT é necessária para o progresso da cidade, principalmente no que diz respeito à mobilidade urbana.

 

Ato de terrorismo

 

A explosão que danificou parte de um posto de combustíveis na avenida João Durval, na madrugada da terça-feira (19), também foi alvo do discurso do vereador Alberto Nery. Para ele, foi um ato de terrorismo.

 

O petista lembrou que Feira de Santana já dispõe de um Sistema de Videomonitoramento com câmeras fixadas em pontos considerados estratégicos da cidade. Partindo desse pressuposto, o vereador solicitou à Secretaria de Prevenção a Violência as imagens do local onde está situado o posto, para que sejam identificados os possíveis responsáveis pela explosão.

 

Ascom