Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 26/08/2014

No Templo de Salomão, Igreja Universal usa máquinas de cartão de crédito e débito para fiéis doarem dízimos e ofertas

650x375_feira-de-santana-presidio_1433977Os fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus que comparecem às reuniões no Templo de Salomão agora entregar seus dízimos e ofertas através de cartões de débito e crédito. A constatação foi feita após a abertura do local para visitas do público em geral.

 

Na última sexta-feira, 22 de agosto, a reportagem do jornal O Globo foi ao local e constatou que a denominação do bispo Edir Macedo tem comercializado as pedras importadas de Hebrom, em Israel, que sobraram da obra de construção do megatemplo. Fiéis pagam até R$ 100,00 por um pedaço de entulho com o nome da igreja gravado.

 

Os fiéis que vão ao local precisam se cadastrar para receber uma credencial e ter acesso à esplanada do megatemplo, com seu jardim e monumentos. “Está sendo um dia abençoado”, resumiu um dos fiéis, que contemplava os 126 metros de comprimento e 104 metros de largura do Templo de Salomão, que consumiu R$ 680 milhões.

 

Pontualmente às 10h00 a primeira reunião do dia começou e os fiéis cadastrados para aquela celebração puderam contemplar as imagens judaicas e adornos dourados do megatemplo. Ao todo, 200 estrelas de Davi e 12 menorás (candelabros de sete braços tradicionais dos ritos judaicos) decoram as paredes que abrigam os 10 mil lugares da nova sede da Igreja Universal.

 

O bispo Márcio Carotti fez o primeiro momento de dízimos e ofertas aos fiéis presentes, e auxiliado por 50 obreiros – todos equipados com salvas vermelhas e máquinas de cartão de crédito e débito – arrecadou as doações.

 

Acidente x doações

 

Carotti usou o acidente de trânsito ocorrido dias antes em frente à nova sede da Universal – um ônibus destruiu o portão do local – para incentivar os fiéis a fazerem doações à igreja.

 

“Quem aqui gosta de envergonhar o satanás levanta a mão. Se cada um doar pelo menos R$ 20, talvez consigamos reconstruir o que foi destruído. Isso vai nos custar R$ 150 mil”, pediu o bispo aos milhares de fiéis presentes.

 

Para o bispo, o acidente foi uma investida do diabo contra a Universal: “Quem foi que causou este acidente? Foi Satanás! Vamos ver Satanás envergonhado da nossa oferta”, disse Carotti.

 

Gospel +