Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 07/01/2016

Nova temporada do Amor & Sexo, da Globo, fará ativismo feminista e transgênero, diz jornalista

amor-e-sexo-globo-e1452174015652A nova temporada do programa Amor & Sexo, da TV Globo, deverá estrear no próximo dia 23 de janeiro, com ares de ativismo feminista e homossexual.

 

A informação sobre a abordagem mais enfática e com defesa sistemática de visões simpáticas às questões ligadas à sexualidade pós-moderna foi revelada pela jornalista Gabriela Sá Pessoa, na versão online da coluna Outro Canal, do jornal Folha de S. Paulo.

 

“Fora do ar em 2015, o programa Amor & Sexo retorna à programação da Globo nas noites de sábado a partir do dia 23, na sequência do ‘Big Brother Brasil’. Comandada por Fernanda Lima, a atração volta mais ativista em dez episódios, que repercutirão temas como feminismo, machismo e os limites entre os gêneros”, informou Pessoa.

 

Não bastasse a abordagem de incentivo, a Globo decidiu que o programa deverá ter “o dobro do tempo das edições anteriores”, com “uma hora de duração”. “O elenco ganha a presença do estilista Dudu Bertholini, que dividirá a bancada com Otaviano Costa, Mariana Santos, José Loreto, Xico Sá e a psicanalista Regina Navarro Lins. Na banda, Regis, do Serial Funkers, e a drag queen Pabllo Vittar substituem o cantor Leo Jaime”, acrescentou a jornalista.

 

Xico Sá, jornalista, é militante petista e colunista da versão brasileira do jornal espanhol El Pais, além de contratado do canal SporTV. Recentemente ele foi obrigado a abandonar seu posto no jornal Folha de S. Paulo, que impôs limites a seus artigos em defesa da presidente Dilma Rousseff (PT).

 

Amor e sexo?

 

A última temporada do programa global foi ao ar em 2014, e uma das edições foi marcada pela participação da cantora gospel e pastora Flordelis.

 
Além do pastor, outras pessoas foram atingidas pela substância e foram levadas para um hospital da cidade para saber se havia risco de contágio de algum tipo de doença, após o atendimento médico elas aguardariam o chamado da delegacia para prestar depoimentos.

 
Acompanhada do marido, Anderson do Carmo, a cantora contou parte da história de sua família, formada por 53 filhos, durante a discussão sobre as novas formações familiares que estão surgindo atualmente na sociedade brasileira.

 

Famílias formadas por homossexuais e/ou por pessoas que resolvem adotar crianças mesmo sem um companheiro eram apresentadas ao público, e exaltadas, pelos participantes.