Coluna Especial

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 25/06/2016

O que é o São João, qual o seu significado ?

fogueira-na-festa-juninaConsiderada uma prática cada vez mais comum, a celebração das festividades de São João por grupos evangélicos tem crescido consideravelmente nos últimos anos. Embora respeitemos aqueles que pensam que é lícito ao cristão envolver-se em tais comemorações, não podemos deixar de expôr aquilo que entendemos ser uma opinião bíblica sobre essa sinergia entre luz e trevas que a ala modernista evangélica trata de justificar sob a desculpa de contextualização cultural.

 

Passemos então aos fatos:

 
SÃO JOÃO: UM FESTIVAL DE IDOLATRIA

 

Existem duas explicações para a origem do termo “festa junina”. A primeira explica que surgiu em função das festividades, principalmente religiosas, que ocorriam, e ainda ocorrem, durante o mês de junho. Estas festas eram, e ainda são, em homenagem a três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio. Outra versão diz que o nome desta festa tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem apenas a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina.

 

A Palavra de Deus não menciona nenhuma festa ligada aos profetas ou apóstolos, nem a um ser humano canonizado pela igreja. Nessa visão, não existem santos mediadores, que intercedem por nós, pois, de acordo com a Bíblia, “há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus” (1 Timóteo 2:5).

 

A ADORAÇÃO AOS SANTOS É CONTRÁRIA À PALAVRA DE DEUS

 

“Não terás outros deuses além de mim. Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que castigo os filhos pelos pecados de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que me desprezam, mas trato com bondade até mil gerações aos que me amam e guardam os meus mandamentos” (Êxodo 20:3-6).

 

A interpretação deste trecho do livro de Êxodo é clara como água: A adoração aos santos e a atribuição de poderes divinos a eles entra em confronto com a Palavra de Deus. E uma vez que a festa junina está diretamente ligada à veneração aos santos católicos, não há dúvida de que se trata de uma comemoração idólatra.

 

RAZÕES PARA NÃO PARTICIPAR

 

Há inúmeras razões porque entendemos que os cristãos genuínos não devem participar de festas juninas. Queremos destacar algumas:
01. Crentes renascidos devem fugir da idolatria – 1 Coríntios 10:14-22;
02. Os santos não ouvem orações e nem têm poder para as intermediarem junto a Deus (Ec 9.5,6);

 

Portal Cidade Gospel