Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 05/09/2014

Obama diz que EUA irão combater Estado Islâmico até sua extinção

Foto _ AP

Foto _ AP

O governo dos Estados Unidos está interessado em acabar com os insurgentes do Estado Islâmico (EI) que tem tomado cidades no Iraque e na Síria, matando minorias étnicas e religiosas e causando terror na região.

 

Com a divulgação do segundo vídeo onde os jihadistas decapitam um jornalista americano, o presidente Barack Obama resolveu se pronunciar e dizer que não será intimidado pela facção e que irá combater o EI até a sua extinção.

 

“O nosso objetivo é degradar e destruir o EI para que ele não seja mais uma ameaça não apenas para o Iraque, mas também para a região e para os Estados Unidos”, disse Obama nesta quarta-feira (3).

 
A ideia do governo americano é destruir os extremistas, mas apesar da urgência sabe-se que não será uma questão fácil de resolver. O vácuo de poder na Síria e a quantidade de extremistas que surgiram com a Al Qaeda e durante a guerra no Iraque será um empecilho para o exército americano que pode demorar até seis meses para ter êxito contra os terroristas.

 

Obama se mostrou firme na postura de enfrentá-los. “Seja o que for que esses assassinos pensam que vão conseguir matando americanos inocentes, como Steven, eles já não alcançaram”, afirmou.

 
As tropas americanas estão no Iraque desde agosto, esta semana o governo autorizou o envio de mais de 350 soldados a Bagdá para proteger instalações diplomáticas e funcionários do governo, incluindo os dois secretários, de Estado e Defesa, e a conselheira contraterrorismo que foram enviados para o Iraque.

 

Com informações Folha de SP.