Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 21/11/2014

Obesidade leva 2,4% do PIB do Brasil, aponta estudo

141120102537_obesity_costs_promo_624x351_pa-jornalmontesclarosO custo da obesidade no Brasil já chega a alcançar 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas produzidas em um país. A informação é de um estudo internacional feito pelo McKinsey Global Institute, que mostra o aumento dos gastos no combate ao problema no mundo. No país, a obesidade está em terceiro lugar em uma lista de problemas de saúde pública que mais pesam na economia, atrás de mortes violentas e alcoolismo, mas na frente de tabagismo.

 

De acordo com o Ministério da Saúde, 51% da população brasileira está acima do peso. Segundo o estudo, a despesa equivaleria a R$ 110 bilhões. O PIB brasileiro em 2013 registrou R$ 4,8 trilhões. Já em relação ao custo da obesidade no mundo, a enfermidade chega a gastar 2,8% de todas as riquezas, ou seja, cerca de R$ 5,2 trilhões.

 

Ainda de acordo com o relatório, o custo mundial da obesidade é quase o mesmo de doenças decorrentes do fumo ou de perdas em consequência de conflitos armados. A despesa chega a ser ainda tão relevante quanto os custos do alcoolismo e das mudanças climáticas. No mundo, 2,1 bilhões de pessoas – ou 30 % da população do mundo – estão acima do peso ou obesos. A previsão é que em 2030, cerca de 50% da população poderá ser classificada como obesa, um percentual que o Brasil já atingiu.