Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 13/09/2016

“Oração da pinga”: bispo da Igreja Universal diz que foi vítima de “maldosos”;

bispo-marcio-carotti-igreja-universal-fala-que-eu-te-escuto-oracao-da-pinga

O bispo Márcio Carotti comentou a repercussão de sua frase sobre ungir um copo de pinga e afirmou que a fala foi tirada de contexto por gente “maldosa”, que editaram o vídeo do programa Fala Que Eu Te Escuto, da Igreja Universal do Reino de Deus.

 

Na ocasião, ele respondia a um telespectador que disse que não havia um copo com água para colocar ao lado da TV durante a oração, e questionou se poderia usar pinga. O bispo, na ocasião, disse que sim, porque “tudo que nós fazemos com fé é abençoado”.

 

“Se você não tem copo com água… o que você tem aí é vodka, o que você tem é pinga, o que você tem é cachaça, coloque aí do lado. Pode pôr, eu vou consagrar”, disse Carotti, na ocasião.

 

A repercussão da fala foi grande nas redes sociais, ganhando o apelido jocoso de “oração da pinga”. Na última sexta-feira, 09 de setembro, o bispo comentou o caso e tentou se explicar, apresentando a íntegra do trecho em que fez a oração do “ponto de contato”, que supostamente ungiria o copo com água. Ou pinga.

 

“Não se esqueça. Quando você ver ou ouvir qualquer coisa negativa a respeito da igreja ou a respeito dos nossos companheiros de trabalho, procure saber o contexto, porque pessoas maldosas estão soltas por aí”, esclareceu o bispo Márcio Carotti.

 

Heresia

 

O pastor Renato Vargens comentou o episódio da “oração da pinga” e lamentou que a prática do “ponto de contato” ainda encontre espaço nas igrejas brasileiras.

 

“Se não bastasse o fato de que a doutrina do ‘ponto de contato’ não é bíblica, a IURD inova, incentivando as pessoas a colocarem na TV ou em outro lugar qualquer um copo de cachaça como objeto de oração”, criticou o pastor, líder da Igreja Cristã da Aliança.

 

“A IURD, devido aos seus ensinos e práticas sincréticas não pode ser considerada uma igreja evangélica […] Verdadeiramente precisamos voltar às Escrituras, ao Evangelho, a inerente Palavra de Deus, fazendo dela nossa única e exclusiva regra de fé”, finalizou.

 

 

GOSPEL +