Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 20/01/2015

Os cinco países mais intolerantes ao cristianismo

xcoreia-do-norte-320x184.jpg.pagespeed.ic.1QvkJexldvA perseguição contra cristãos tem crescido em todo o mundo, mas há alguns países que lideram a quantidade de casos onde cristãos são presos, mortos, torturados e vítimas das maiores crueldades.

 

O ministério Portas Abertas listou os cinco países onde ser cristão representa um grande risco à vida: Coreia do Norte, Somália, Iraque, Síria e Afeganistão.

 

Nesses locais o cristianismo é cruelmente combatido, nem mulheres e crianças são poupadas. O que o Estado Islâmico tem feito no Iraque e na Síria é um dos maiores exemplos de intolerância religiosa, enquanto os homens cristãos são forçados a se converterem ao islamismo, quem não aceita é expulso de sua própria casa ou é morto.

 

Suas esposas e filhas são vendidas como escravas sexuais ou abusadas sexualmente por soldados jihadistas que também atacam os yazidis, uma minoria religiosa da região.

 
Todos os anos o Portas Abertas divulga uma classificação de países onde a perseguição religiosa é constante, um ranking com 50 países que é dividido segundo o grau de perseguição que os cristãos enfrentam.

 

A perseguição a cristãos é comum em grupos islâmicos radicais, tanto é que dos cinco mais perigosos, quatro países são islâmicos. A Coreia do Norte persegue cristãos por acreditar que a crença coloca em risco a soberania do Estado, que vive em um regime ditatorial que tortura os cristãos e os colocam em trabalho forçado quando não condena à morte.

 

Assista: