Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 28/03/2016

Para Doriva, equipe foi muito individualista contra o xará Bahia de Feira

RTEmagicC_doriva_01.jpg

O Bahia venceu o xará de Feira, ontem, por 2×1, na Fonte Nova, e garantiu a classificação para as semifinais do estadual, mas não conseguiu deixar o técnico Doriva totalmente satisfeito. “Eu gosto de uma equipe coletiva. A gente precisa ser um pouco mais coletivo e ter mais clarividência nos lances pra fazer um trabalho mais coletivo. A gente também precisa ser um pouco mais objetivo pra aproveitar as oportunidades”, reclamou durante a entrevista coletiva.

 
“Esse tema vai ter um peso pra mim”, avisou o comandante, que sacou o atacante Luisinho no intervalo do jogo por avaliar que ele não estava jogando para o time. “Ele estava fazendo muitas jogadas individuais e perdendo muito a bola”, avaliou. “Vou ter uma conversa individual com ele. É um jogador importante pra nós, mas precisa servir os companheiros”, pontuou o treinador tricolor.

 

Apesar da bronca, Doriva avaliou como positiva a estreia do atacante Thiago Ribeiro. “É um jogador inteligente, está acostumado a jogar grandes partidas, fez um bom jogo, criou oportunidades e serviu os companheiros, mas ainda não está entrosado. À medida que ele for se adaptando, os atletas vão encontrá-lo”, pontuou Doriva.

 

“Ele é inteligente e rápido, mas o jogador que estiver com a bola tem que ser inteligente e rápido para achá-lo. Com certeza, com os jogos, ele vai adquirir esse ritmo e crescer”, acrescentou o treinador.

 

O Bahia volta a campo na quarta, quando pega o Fortaleza, às 21h45, no Castelão, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Nordeste.

 

 
Correio